Quinta, 02 de Dezembro de 2021
Follow Us

Terça, 10 Agosto 2021 16:57

Angola e Estados Unidos assinam memorando sobre Segurança e Ordem Pública

Angola e os Estados Unidos assinaram ontem, em Luanda, um Memorando de Entendimento no domínio da Investigação Criminal. O documento foi assinado pelo ministro do Interior, Ângelo da Veiga Tavares, e pela embaixadora dos Estados Unidos acreditada em Angola, Nina Maria Fite.

O instrumento jurídico de cooperação vai permitir a troca de informações sobre técnicas de investigação criminal, implementação de programas de formação profissional e intercâmbio de delegações dos dois países.

A diplomata Nina Maria Fite afirmou que, com o instrumento de cooperação assinado, Angola e os Estados Unidos vão cooperar nos domínios do intercâmbio de informações relacionadas com a prevenção, investigação e combate a actividades criminosas, incluindo obtenção e tratamento de provas.

A diplomata indicou que o Memorando de Entendimento, que abrange o domínio da Segurança e Ordem Pública, vai apoiar os esforços de Angola para estabelecer um clima favorável para que empresários nacionais e estrangeiros, profissionais das áreas Jurídica e da Saúde, e de outros sectores, trabalhem num ambiente transparente e seguro. Nina Maria Fite afirmou que o me-morando reforça a excelente parceria entre os dois países e cria um mecanismo para apoiar a agenda do Presidente da República, João Lourenço, no combate a actividades criminosas que representem uma ameaça aos interesses nacionais.

A diplomata afirmou que os Estados Unidos têm em Angola um parceiro estratégico, sobretudo na promoção de laços comerciais e empresariais fortes.
A embaixadora defende que os dois países devem continuar a promover a paz e a segurança na região.

“Os Estados Unidos valorizam muito a parceria com Angola. Estamos ansiosos em trabalhar com o Governo angolano e com o povo angolano para implementar o memorando assinado”, afirmou a diplomata norte-americana acreditada em Angola.

Experiência norte-americana

Na ocasião, o ministro do Interior, Ângelo da Veiga Tavares, assegurou que o memorando assinado vai permitir que Angola beneficie da experiência dos Estados Unidos, sobretudo no domínio Policial e troca de informações para a prevenção e o combate à criminalidade internacional.

Ângelo da Veiga Tavares destacou o tráfico de drogas, de seres humanos, o terrorismo e o branqueamento de capitais como acções que merecem a atenção dos dois países. Este memorando, segundo Ângelo da Veiga Tavares, vai permitir ao Governo angolano encetar uma acção mais firme contra crimes como o branqueamento de capitais e combate à corrupção.

“Com a formalização do acordo, contactos directos entre as nossas estruturas de polícia irão permitir ter protocolos mais precisos e mecanismos expeditos de troca de informações que tragam resultados que nós pretendemos”, disse o ministro do Interior. Reconheceu que os Estados Unidos têm uma vasta experiência no combate ao terrorismo que interessa a Angola.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up