Segunda, 21 de Junho de 2021
Follow Us
Destaque

Destaque (20)

O Telejornal do canal público angolano TPA abriu hoje com a leitura de um editorial em que os media portugueses foram acusados de ser um veículo de transmissão de uma campanha de desestabilização e “ingerência abusiva” em assuntos de outros Estados.

O MPLA não parece estar tão empenhado na luta anti-corrupção em Angola como diz o Presidente da República e… do partido no poder.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) deteve mais cinco implicados na Operação Caranguejo, que envolve militares ligados à Casa de Segurança do Presidente da República, entre os quais o major Pedro Lussaty.

O Tribunal de Contas (TdC) angolano emitiu mais de 100 recomendações, de caráter técnico e legal, à Conta Geral do Estado de 2019, para a “melhoria do exercício e controlo externo” feito pelo parlamento angolano, foi hoje anunciado.

O governador do Banco Nacional de Angola disse esta segunda-feira que o órgão regulador já concluiu a inspeção ao banco comercial envolvido na Operação Caranguejo e que o resultado foi enviado à Procuradoria-Geral da República (PGR).

O aumento dependerá da disponibilidade financeira. Mas, o secretário de Estado da Administração Pública entende que se deve fazer um acréscimo dos vencimentos a um limite que garanta a compra da cesta básica

Vinte e quatro militares afetos à Casa de Segurança do Presidente da República de Angola, incluindo o major Pedro Lussati, estão impedidos de sair do país por determinação da Procuradoria Geral da Republica, confirmou a Lusa junto das autoridades judiciais.

Angola vai aproveitar a prorrogação da Iniciativa de Suspensão do Serviço da Dívida do G20 para pedir também a extensão da moratória do serviço da dívida bilateral não garantida até ao final do ano, anunciou hoje o Governo.

José Eduardo dos Santos deverá viajar para Luanda durante este mês de junho, pondo assim um ponto final numa longa ausência do país. O ex-Presidente da República saiu de Angola em abril de 2019 e desde então fixou residência em Barcelona.

Novos documentos confidenciais revelam que a BP pagou 100 milhões de dólares a uma multinacional holandesa, a SBM, que aceitou canalizar em 2012 um terço desse dinheiro para uma conta no BCP de uma companhia offshore do Panamá controlada por Manuel Vicente, antigo CEO da Sonangol e ex-vice-presidente de Angola

Página 1 de 2

Log in or Sign up