Sábado, 28 de Novembro de 2020
Follow Us

Quarta, 17 Junho 2020 18:04

Isabel dos Santos diz que “opções estratégicas” do Abanca deitaram por terra a compra do EuroBic

A Santoro Finance e a Finisantoro, empresas através das quais Isabel dos Santos detém uma posição de 42,5% do EuroBic, referem que a venda de 95% do banco ao Abanco se deveu “opões estratégicas” da instituição financeira espanhola. A empresária angola mantém vontade de vender a posição.

A empresária angolana, Isabel dos Santos, através de um comunicado conjunto da Santoro Finance e da Finisantoro, disse que a venda do EuroBic ao Abanca se deveu a “opções estratégicas” do banco espanhol.

“Após o tempo investido pelas partes e seus respetivos advogados nas últimas semanas, a desistência das negociações por parte do Abanca relativamente à aquisição da participação no EuroBic, os argumentos e razões apresentados pelo Abanca para abandonar o processo devem-se às suas próprias opções estratégicas, sendo as subscritoras alheias a qualquer facto que o possa justificar”.

Isabel dos Santos é a maior acionista do EuroBic, controlando uma participação de 42,5%, o que inclui, através da participação de 25% da Santoro Finance e 17,5% da Finisantoro, empresas controladas pela filha do ex-presidente angolano.

As duas empresas manifestaram ainda “a sua vontade de (…) de dar continuidade ao processo de alienação de tal participação social, dando de imediato início à apreciação de outras propostas de interesse que já se manifestaram”.

As duas empresas reforçam publicamente a vontade de venderem as respectivas participações sociais no EuroBic. Na terça-feira, o JE deu conta que uma nota interna do CEO do banco de capitais angolanos, Teixeira dos Santos, referia que Isabel dos Santos se mostrou disponível para alienar as suas participações indiretas.

Esta terça-feira, o Abanca deu por terminadas negociações com vista à aquisição de 95% do EuroBic. Em comunicado, o banco liderado por Juan Carlos Escotet disse que “foi forçado a desistir da operação, uma vez que as condições acordadas para o referido objetivo não foram cumpridas”.

Por seu turno, o EuroBic também confirmou o insucesso das negociações. “O EuroBic foi informado de que as negociações que estavam em curso entre alguns dos seus acionistas e o ABANCA, tendentes à transmissão das ações representativas de 95% do seu capital social, terminaram sem sucesso”, leu-se na nota da instituição ao mercado comunicada ao mercado.

As partes não chegaram a revelar especificamente por que razão não alcançaram um acordo. No entanto, tudo aponta que as divergências tiveram que ver com o preço a pagar.

Depois de ter feito uma proposta inicial que terá rondado os 250 milhões de euros para comprar a maioria do capital do EuroBic, o Abanca quis rever o preço devido ao impacto da Covid-19.

Chegou a noticiar-se que o acordo entre os acionistas — Escotet de um lado, Isabel dos Santos e Fernando Teles do outro — estariam próximos de um acordo.

O Abanca disse no comunicado que “continuará a analisar potenciais operações de aquisição que fomentem sinergias ao seu projeto em Portugal” JE

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up