Sexta, 10 de Abril de 2020
Follow Us

Segunda, 30 Setembro 2019 15:59

Homem que matou a namorada gravida por não querer fazer aborto fica em prisão preventiva

Um homem suspeito de ter espancado até à morte a namorada que estava grávida, no Distrito Urbano do Zango, em Luanda, ficou em prisão preventiva, informou esta segunda-feira,30, ao NJ a Procuradoria-Geral República (PGR).

O arguido, no dia 26 deste mês, durante uma discussão com a namorada, com quem mantivera um relacionamento que durou três anos e cinco meses, e que se encontrava grávida, fruto desse relacionamento, segundo a PGR, "matou-a e matou o feto, motivado pelo facto de aquela não querer fazer um aborto".

De seguida, o suspeito, de 28 anos, na companhia da sua outra namorada, levaram a vítima, de 20 anos, até ao Hospital Geral de Luanda (HGL), com argumento de que a mesma tinha passado mal, conta a PGR.

No local, segundo a PGR, quando o corpo clínico se apercebeu que a jovem já se encontrava morta, accionaram aos efectivos da Polícia Nacional e procederam à detenção do jovem e o mesmo confessou a autoria do crime.

O arguido está indiciado de homicídio qualificado e prática de aborto.

A investigação prossegue sob direcção do Ministério Público em coordenação com o Serviço de Investigação Criminal (SIC).

A vítima foi a enterrar hoje no cemitério do Benfica em Luanda.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up