Sábado, 19 de Outubro de 2019
Follow Us

Quinta, 19 Setembro 2019 09:10

“Pesos pesados” da UNITA apoiam candidatura de Adalberto Costa Júnior

Mais de cem membros, entre os quais figuras influentes do Comité Permanente da Comissão Política(CPCP) anunciaram apoiar a candidatura de Alberto Costa Júnior para a liderança deste partido no Xiii Congresso ordinário, a realizar-se de 13 a 15 de novembro

lista é encabeça por alguns “pesos pesados” deste partido, destacandose os veteranos José Chiwale, Ernesto Mulato, Demósthenes Chilingutila, Isaías Chitombi, Horácio Junjuvile e Jardo Muekália. No manifesto que já circula nos meios públicos, desde ontem, e já confirmado por alguns membros subscritores, figuram ainda os nomes de Chipindo Bonga, Armindo Cassessa, David Kolelo, Victorino Hossi, Madaleno Tadeu e Sandra Cristina Kalofele, a mãe do último filho de Jonas Savimbi, fundador da UNITA. Há ainda a destacar Ismael Seteco Sakaita Savimbi, um dos filhos de Savimbi, bem como o regresso ao partido dos generais das Forças Armadas Angolanas (FAA) Isidro Wambu Chindondo, Renato Campos Mateus e Augusto Lutock(Wiyo), após terem sido reformados este ano, por limite de idade.

Razões do apoio a Adalberto

No manifesto, os subscritores consideram Adalberto da Costa Júnior como um quadro que tem história de participação na luta da UNITA e que vem fazendo um longo percurso de militância “constante e consequente e tem contado com o reconhecimento e a confiança dos angolanos dentro e fora do Partido”. Alegam confiar neste militante e quadro de 57 anos, formado em engenharia eletrotécnica em Portugal, por ter assumido diversas missões de capital importância para a sobrevivência e o desenvolvimento do projecto UNITA, que desempenhou com patriotismo, zelo e dedicação. Na declaração, os 127 membros, incluindo alguns que vivem na diáspora, dizem ainda que Adalberto da Costa Júnior tem provado ser um militante leal aos interesses da UNITA e as suas virtudes superam os seus defeitos. “Adalberto Costa Júnior é a nossa aposta porque é chegado o tempo de promover uma liderança mais jovem que projecte o partido para o futuro, e ele nos garante que formará a ponte entre a experiência e a sabedoria dos Mais Velhos”, lê-se numa das passagens do manifesto.

O momento é dos jovens, diz Chitombi

Ainda à volta do apoio desta candidatura, Isaías Chitombi, um dos influentes membros do Comité Permanente da Comissão Política, em breve declarações a OPAÍS, assegurou ter chegado o momento de passar o testemunho aos jovens para liderar o partido. Chitombi, um dos históricos da UNITA e representante deste partido na Comissão Eleitoral Nacional (CNE), disse que Adalberto da Costa Júnior tem o perfil para dirigir o partido, dezasseis anos depois de Isaías Samakuva ter pegado no leme, decorrente da morte de Jonas Savimbi, em 2002. Para si, a liderança da UNITA poderá ser bem entregue ao actual presidente do Grupo Parlamentar da UNITA, a quem aponta como sendo um jovem dinâmico e competente em matéria de liderança.

Surpresa agradável

Contactado ao telefone, Adalberto da Costa Júnior disse a OPAÍS ter sido uma surpresa agradável a manifestação de confiança para dirigir o partido, mas alega ser sinal de “mais trabalho”. Aliás, caso seja eleito no XIII Congresso da UNITA, que terá lugar em Luanda, de 13 a 15 de Novembro deste ano, garantiu que vai redobrar o trabalho para não desiludir os que lhe estão a confiar esta missão. Apesar de não estar ainda em campanha, Adalberto Costa Júnior afirmou que caso ganhe, vai trabalhar com todos os segmentos do partido, com destaque para os jovens, e o equilíbrio do género será, também, tido em conta. OPAIS

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up