Domingo, 25 de Agosto de 2019
Follow Us

Domingo, 14 Julho 2019 12:16

Congresso da UNITA: Samakuva pondera concorrer para agradar João Lourenço

O presidente da UNITA Isaías Samakuva poderá se recandidatar à liderança da UNITA, para mais um mandato de cinco anos nos destinos do partido fundado por Jonas Savimbi.

Caso Samakuva concorra ao quinto mandato a frente da UNITA, vai assim corresponder o desejo do actual presidente da República João Lourenço, que segundo fontes palacianas lhe querem manter próximo.

Sabe-se que com o Isaías Samakuva na presidência do Galo Negro, Lourenço faz o seu primeiro mandato sem qualquer oposição política de facto.

Entretanto, dentro da UNITA, são várias vontades que se levantam para substituição de Samakuva. Mas o único que publicamente assume é Abílio Kamalata Numa de 64 anos de idade, natural de Benguela, general na reserva e já foi secretário-geral de Samakuva pesando contra ele o facto de ter sido derrotado pelo actual presidente dos maninhos.

Estão também, mas de forma tímida, Rafael Massanga Savimbi de 41 anos de Idade natural do Kuando Kubango, este é filho de Savimbi, pesa contra si, o facto de ser o mais novo entre eles, mas também tem grandes simbolismos, por exemplo, é o único deputado a Assembleia Nacional que rejeitou a viatura atribuída para os deputados.

Alcides Sakala Simões de 66 anos de idade natural do Huambo é igualmente outro pré-candidato, que tem bastante aceitação pela sua postura e idade, mas tem estado a depender do apoio ou não de Isaías Samakuva.

Outro potencial substituto é Adalberto Costa Júnior de 57 anos de idade, natural de Benguela, também vem dependendo da saída de Samakuva, mas tem mais apoios fora do que dentro da UNITA. Adalberto é apontado como vaidoso, arrogante e bem relacionado com influentes figuras do partido governante.

Após o pedido de desculpas a família de Jonas Savimbi pelas declarações que tinha proferido no passado, Raul Danda de 62 anos natural de Cabinda, é o mais novo pré-candidato a liderança da UNITA, pesa contra ele o facto de ter se atirado contra o líder fundador daquele partido e o facto de não ser do sul.

Fala-se também de José Pedro Katchingo, Liberty Chiaca e Helena Bonguela estes, tidos como os mais fracos pré-candidatos segundo militantes influentes da UNITA.

Samakuva convocou para 13 à 15 de Novembro desde ano o 13º Congresso Ordinário que vai debater a alteração dos símbolos a estratégia do partido e o estatuto do Partido.

Quando fechávamos este artigo uma fonte bem posicionada da UNITA reafirmou o interesse de Samakuva a voltar a concorrer para mais um mandato. Odrecreto

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up