Sexta, 05 de Junho de 2020
Follow Us

Terça, 14 Abril 2015 08:47

Ministro da Defesa declara combate sem tréguas aos falsos pensionistas

O ministro da Defesa Nacional pediu, no Sumbe, que se combata a inserção de falsos pensionistas na Caixa de Segurança Social para dignificar os verdadeiros beneficiários que “nos momentos difíceis consentiram sacrifícios na defesa da pátria e da integridade territorial”.

João Lourenço fez o apelo na inauguração da delegação provincial do Cuanza Sul da Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas (CSSFAA), “uma conquista dos pensionistas”.

 A CSSFAA, recordou, foi pensada pelo Executivo para garantir a velhice dos oficiais que no cumprimento da sua missão tornaram possíveis as conquistas que hoje orgulham todo o povo angolano.

 O ministro anunciou como medidas imediatas da CSSFAA a triagem e a prova de vida dos actuais beneficiários e dos que vão entrar, para afastar os oportunistas que se fazem passar por oficiais, defraudando os esforços do Executivo para dignificar os que verdadeiramente merecem ser apoiados.

Na trajectória da nossa luta, lembrou, há elementos que, não envergando a farda e sem se terem envolvido nas acções militares, contribuíram para que hoje pudéssemos viver em paz, mas julgamos que a honra que eles merecem não se insere na CSSFAA.

João Lourenço disse que a descentralização dos serviços da Caixa de Segurança Social das FAA vai permitir ao órgão central flexibilizar o processo de ingresso e atendimento e que a instituição não se limita a pagar pensões de invalidez, mas tem outras acções sociais de apoio a descendentes de combatentes, como viúvas e órfãos.

O ministro, ao contextualizar a história militar recente de Angola, declarou que a construção da delegação da CSSFAA no Cuanza-Sul “é meritória por ser a região onde se travaram grandes batalhas contra as forças invasoras, todas elas ganhas pelas FAPLA”, entre as quais referiu a do Ebo, que travou “as investidas inimigas que pretendiam adiar a proclamação da independência nacional, em 11 de Novembro de 1975”.

João Lourenço afirmou que a instalação de uma delegação da CSSFAA no Cuanza-Sul, embora peque por ser tardia, é uma decisão acertada do Executivo que aproxima os serviços aos beneficiários.

Objectivos da Caixa

O director-geral da Caixa de Segurança Social das FAA disse que a CSSFAA, “criada para apoiar oficiais que dedicaram as vidas à defesa da Pátria”, vai prestar atenção aos que apresentem requisitos que os habilitem a serem beneficiários.  Jacinto Cavunga, que é general na reserva, elogiou as instalações da delegação, “uma imponente obra erguida pelo Executivo para descentralizar os serviços da CSSFAA e poder servir melhor os beneficiários”.

À inauguração da delegação do Cuanza Sul da CSSFAA assistiram, entre outras individualidades, o governador provincial do Cuanza Sul, Eusébio de Brito Teixeira, o chefe do Estado-Maior General adjunto das FAA para a Educação Patriótica, Egídio de Sousa e Santos “Disciplina”, representantes de partidos políticos com assento parlamentar, bem como de associações de defesa de deficientes e de ex-militares e autoridades tradicionais.

Jornal de Angola

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Sábado, 05 Outubro 2019 18:45

Log in or Sign up