Quarta, 08 de Abril de 2020
Follow Us

Quinta, 26 Março 2020 21:57

Covid-19: Angola aumenta para quatro o número de casos positivos

A ministra da Saúde de Angola, Silvia Lutucuta, anunciou hoje mais um caso positivo de infeção pelo novo coronavírus, aumentando para quatro o número de doentes da covid-19.

A ministra, que falava durante uma apresentação à imprensa das medidas previstas no estado de emergência, que tem início às 00:00 de sexta-feira, afirmou que entre as últimas sete amostras analisadas se registou um resultado positivo.

Trata-se de uma mulher de 41 anos que chegou de Lisboa, em 19 de março, acrescentou.

A ministra adiantou ainda que o Governo vai dedicar especial atenção ao abastecimento de água potável para dar garantias de que a higiene das mãos e pessoal está assegurada, bem como à desinfeção das ruas, prometendo mais medidas para os próximos dias.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais 505 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 23.000.

Dos casos de infeção, pelo menos 108.900 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente africano registou até hoje 73 mortes devido ao novo coronavírus, ultrapassando os 2.800 casos, em 46 países.

Governo interdita permanência de pessoas na via pública

O Governo angolano vai interditar a partir das zero de sexta-feira (27) a circulação e a permanência de pessoas na via pública, devendo os cidadãos estarem submetidos ao recolhimento domiciliar, no quadro das medidas de contenção à propagação da pandemia coronavírus (COVID-19).

Segundo o ministro da Administração do Território e Reforma do Estado, Adão de Almeida, excepcionalmente, os cidadãos poderão gozar do direito de circulação em situações de deslocações urgentes para a aquisição de bens e serviços essenciais.

Na lista de excepções estão também as situações em que o cidadão desempenha actividade profissional em instituições em funcionamento durante a vigência do estado de emergência.

Em conferência de imprensa, Adão de Almeida sublinhou que o regime de excepção se estende à circulação de pessoas para obtenção de cuidados de saúde, entrega de bens alimentares ao domicílio, a assistência a pessoas vulneráveis, participação a acções de voluntariado e a busca de serviços bancários.

A conferência de imprensa visou o esclarecimento do conteúdo do Decreto Presidencial que determina as medidas de excepção em vigor no país a partir da zero hora de sexta-feira (27).

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up