Sexta, 22 de Novembro de 2019
Follow Us

Sábado, 09 Novembro 2019 18:40

Oficial da PN morto por meliantes promovido a título póstumo

O inspector da Polícia Nacional Zeferino Barroso António, baleado mortalmente na última terça-feira, na capital do país, quando defendia alguns cidadãos que estavam a ser vítimas de um assalto, foi hoje promovido, a título póstumo, ao grau de inspector-chefe.

Essa informação foi avançada à Angop, neste sábado, em Benguela, pelo comandante-geral da Polícia Nacional, comissário-geral Paulo de Almeida, no final da sua visita de dois dias a essa província.

Segundo o comandante-geral, o inspector perdeu a vida no cumprimento do dever, ao defender cidadãos que estavam a ser vítimas de um assalto no interior de uma viatura que supostamente fazia o serviço de táxi, na avenida Fidel Castro, considerando-o por isso um herói.

Na sequência do anúncio de assalto pelos meliantes, o inspector reagiu e acabou por atingir mortalmente dois meliantes, sendo, no entanto, também alvejado fatalmente.

Paulo de Almeida garantiu que o comando-geral vai continuar a prestar todo apoio necessário a família do falecido, especialmente aos filhos.

Adiantou que a missão dos agentes da Polícia Nacional é proteger os cidadãos e seus bens, tarefa que têm cumprido diariamente com espírito patriótico.

“A garantia de segurança pública não é apenas uma responsabilidade da PN, mas de todos cidadãos, disse.

Por outro lado, o comandante enalteceu o apoio solidário da população, encorajando os efectivos da corporação com mensagens de conforto através das redes sociais.

Os restos mortais de Zeferino Barroso António repousam já no cemitério da Santana, em Luanda.

O então inspector Zeferino Barroso, de 39 anos de idade, era chefe da sala de operações do comando municipal de Talatona. Na corporação há mais de dez anos, deixa viúva e 11 filhos.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up