Sexta, 17 de Setembro de 2021
Follow Us

Terça, 03 Junho 2014 16:03

Concessionários estimam duplicar venda de carros novos em Angola em cinco anos

O mercado automóvel angolano deverá quase duplicar a venda de viaturas ligeiras novas nos próximos cinco anos, para mais de 50 mil unidades anuais, disse hoje à Lusa o responsável da associação que representa o sector.

De acordo com o presidente da Associação dos Concessionários de Equipamentos de Transportes Rodoviários (Acetro), Nuno Borges da Silva, as empresas associadas, que representam 36 diferentes marcas, estimam para este ano a venda de cerca de 33 mil carros novos.

O sector deverá assim crescer 10 por cento face ao ano anterior, acima do incremento de 2013 que se ficou nos 9,2%.

"Podia ser mais mas infelizmente não é possível porque a pauta aduaneiro criou-nos algumas dificuldades e logicamente não é tão acessível hoje comprar um automóvel", reconhece o presidente da Acetro.

O responsável falava à Lusa durante a inauguração da primeira edição, nos moldes atuais, do Angola Motorshow, que decorre na baía de Luanda até domingo, organizado pela Acetro.

O sector já representa um volume de negócios anual de 1.500 milhões de dólares (1,1 milhões de euros), ou seja 1,5% do Produto Interno Bruto angolano. Um terço do valor total representa receitas fiscais directas para o Estado angolano, empregando estes concessionários, directamente, 10 mil trabalhadores.

"Daqui a cinco anos podemos atingir o dobro [das vendas]. A importância é que o mercado vai ficar cada vez mais jovem, mais novo em termos de veículos, com melhor qualidade", explicou Nuno Borges da Silva.

O incremento previsto pela Acetro para os próximos cinco anos prevê a venda anual de ligeiros acima das 50 mil unidades. "Um crescimento destes obriga a uma dinâmica maior no sector empresarial e mais investimentos", sublinhou Nuno Borges da Silva.

De acordo com a Acetro, circulam em Angola "entre 400 a 500 mil viaturas", para um total, igualmente estimado, de 21 milhões de habitantes, o que demonstra o "potencial de crescimento" do setor.

No mercado global de venda de viaturas novas, os 4x4 continuam a representar o grosso do negócio das várias marcas presentes em Angola, com 20 a 25% de quota de mercado. Um fenómeno explicado pelo terreno acidentado do país e a reduzida qualidade das estradas.

"Não vêem mercado na Europa com tanto 4x4 de qualidade como se vê em Angola", apontou Nuno Borges da Sila.

Lusa

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up