Domingo, 19 de Mai de 2024
Follow Us

Sábado, 11 Fevereiro 2023 10:50

BPC prevê abrir este ano 25 “balcões diferenciados” para atender pensionistas

O Banco de Poupança e Crédito (BPC), banco angolano de capitais públicos, prevê abrir este ano mais 25 “balcões diferenciados”, denominados “Meu Balcão”, para atendimento aos pensionistas e “reduzir enchentes” defronte as suas agências.

Segundo o diretor de Estratégia Comercial do BPC, Jorge Blazia, estão já em funcionamento 10 balcões do género para “tratamento preferencial aos nossos mais velhos que ficam à espera dias inteiros em frente das nossas agências para receber as suas pensões”.

“Então, nós já temos um plano em andamento, temos 10 balcões em funcionamento, chamam-se Meus Balcões, direcionados aos pensionistas que podem aí ter um atendimento diferenciado sem estarem nas filas”, disse.

“Está previsto para este ano abrirem mais 25 balcões e, basicamente, faremos isso com o mesmo número de colaboradores, sem aumentar o capital humano. Estamos a diferenciar serviços aos nossos clientes, sobretudo aos pensionistas que são os nossos melhores clientes”, frisou.

O responsável do maior banco angolano de capitais públicos, que falava hoje, em Luanda, no último dia da Semana Angolana de Estatística, salientou que o “Meu Balcão” é um dos três projetos estruturantes da administração do BPC.

A unidade bancária, que no âmbito do programa reestruturação e redimensionamento das suas estruturas encerrou em 2019 várias agências pelo país, implementou também balcões intermitentes em 11 municípios remotos para responder à demanda populacional.

“Temos também os chamados balcões intermitentes, que funcionavam só uma semana por mês, onde fazemos deslocar colegas de balcões adjacentes e funcionam na semana dos pagamentos”, explicou Jorge Blazia.

“São 11 balcões que funcionam em municípios, onde apesar de termos encerrado balcões as populações têm serviços do BPC, que é uma solução económica para servir as populações”, realçou.

Consta também entre os projetos estruturantes do BPC os denominados “balcões móveis itinerantes”, que semanalmente funcionam nos municípios das províncias angolanas do Bié, Lunda Norte, Uíge e Moxico.

Os balcões móveis itinerantes “é uma aposta clara de compor o serviço bancário por município, onde o balcão está uma semana e o cliente tem aí exatamente o mesmo serviço que teria num balcão comum”.

De acordo ainda com o responsável, o BPC conta atualmente com 270 unidades de negócio e está presente em 111 municípios angolanos com uma taxa de penetração de 63%.

A importância dos dados estatísticos na banca e no BPC em particular foi o tema apresentado por Jorge Blazia, neste encontro promovido pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) angolano, que prepara o Recenseamento Geral da População e Habitação – CENSO 2024.

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Sábado, 11 Fevereiro 2023 13:21