Domingo, 05 de Fevereiro de 2023
Follow Us

Sexta, 09 Dezembro 2022 14:27

Cidadão mata sua avó de 65 anos após ouvir conversas que revelam responsável pela morte da mãe

O Serviço de Investigação Criminal em Luanda, apresentou nesta quinta-feira, 08 de Dezembro, no Comando Municipal do Cazenga da PNA, um cidadão nacional de 20 anos de idade, implicado no Crime de Homicídio Qualificado em Razão da Qualidade da Vítima (Avó Paterna do Homicida), cidadã de 65 anos de idade, no Município do Cazenga.

Segundo dados para Angola24horas, na senda das investigações, no intuito de ver-se esclarecido este delito, foi possível deter no passado dia 06 de dezembro, o referido cidadão.

O facto aconteceu no passado dia 04 de dezembro, no interior da residência da malograda, no Bairro Hoji Ya Henda, Rua do Porto Moniz, em que foi vítima a cidadã que em vida se chamou Bibiana António Jacinto, quando esta, acabava de chegar a sua residência, proveniente da Igreja, tendo sido surpreendida no seu quarto, pelo seu neto.

Na ocasião e, sem piedade, o acusado, munido de uma faca de cozinha, amarrou de forma brutal um lenço de cabeça no pescoço da malograda e de seguida, desferiu (15) golpes em várias regiões do corpo, com realce nas regiões do abdómen, do pescoço, Palpebral (com três golpes), no olho esquerdo (chegando mesmo a perfurá-lo), dorsal e tórax, encontrando morte imediata no local.

Como resultado de um trabalho investigativo, apurou-se que, esteve na base deste crime, uma suposta conversa que o homicida diz ter ouvido, entre a malograda e uma amiga desta, dando conta de que teria sido a sua avó paterna, que vitimou a sua mãe.

"Outrossim dizer que este homicida foi criado pela sua avó paterna, desde os 5 meses de idade até a data da sua morte", refere o SIC.

O cidadão já presente ao Ministério Público, lhe foi aplicada a medida de coação mais gravosa, prisão preventiva.

Portanto, em termos de conselhos, o Superintendente - Chefe, Fernando de Carvalho, Porta-Voz do SIC/Luanda, reforçou que a instituição a que pertence, tem vindo a realizar várias acções operativas, cujo objectivo recai para o combate à criminalidade violenta, e, apela a todos os cidadãos, na contínua denúncia dos casos crime, "para que, estejamos firmes e unidos no combate deste e outros casos", alertou.

Rate this item
(0 votes)