Segunda, 20 de Setembro de 2021
Follow Us

Quinta, 27 Mai 2021 09:16

SIC detém suspeitos da morte dos três membros da mesma família

O enteado do economista Kamukotele Anderson, e outros amigos, pretendiam roubar do malogrado cerca de 500 milhões de dólares que este recebeu de indemnização.

Segundo informações dos Serviços de Investigação Criminal (SIC), o jovem de 29 anos e outros dois amigos capturaram as vítimas e exigiam que o economista, quadro da BP, transferisse os 500 milhões de dólares que recebeu recentemente de uma indemnização.

Os dois amigos confessaram o triplo homicídio, sem quaisquer rodeios.  No dia da descoberta dos cadáveres pelo SIC, o jovem, de 29 anos, agora o principal suspeito, chegou a ser entrevistado pela RNA, tendo sido no local o único membro da família a falar sobre o desaparecimento do padrasto, do irmão e do sobrinho.

Para protagonizar o crime, o jovem teria contado com a ajuda de um amigo, também de 29 anos. O assassinato dos familiares teve motivações financeiras, segundo fonte da Rádio Nacional de Angola junto do SIC.

Consta que o principal suspeito do crime tem um histórico de relação pouco saudável com o padrasto, facto que o levou a abandonar a casa da família no Condomínio Vereda das Flores.

Apesar disso, continuava a frequentar a residência, condição que facilitou a sua entrada com naturalidade em casa do padrasto e da mãe. No dia do crime, o jovem terá permanecido dentro da casa até chegar à conclusão de que estavam criadas as condições para praticar o acto com a ajuda do amigo que se encontrava do lado de fora da residência.

De acordo com a perícia, as primeiras vitimas a serem assassinadas foram as duas crianças, o irmão e o primo e teriam sido executadas no período da tarde. Depois foi morto o padrasto.

Para executar o crime, teriam sido usadas almofadas e objectos contundentes. Depois das execuções os suspeitos levaram o carro até as imediações do edifício X15 com as vítimas no porta malas onde furam abandonados.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up