Quarta, 30 de Setembro de 2020
Follow Us

Segunda, 29 Junho 2020 21:42

MP de Portugal suspeita que Isabel dos Santos construiu mansão de luxo com dinheiro do Dubai

O Ministério Público (MP) suspeita de que Isabel dos Santos será a dona da mansão de mais de três milhões de euros que a sociedade offshore Burgate, sediada em Malta, tem praticamente construída na Quinta do Lago, no Algarve.

Os investigadores suspeitam que o imóvel de luxo foi edificado com parte do dinheiro transferido da Sonangol para o Dubai, em 2017, quando a empresária angolana era presidente da Sonangol (texto ao lado).

A mansão milionária na Quinta do Lago começou a ser construída em 2017, após ter sido constituída em Portugal a Burgate Properties LLC - Sucursal em Portugal, em representação de uma offshore com o mesmo nome. Jorge Brito Pereira, antigo advogado da empresária angolana, é o representante da Burgate Properties - Sucursal em Portugal, segundo os dados publicados no Portal da Justiça.

A Burgate Properties LLC - Sucursal em Portugal foi constituída no nosso país a 23 de dezembro de 2016. Começou por representar a Burgate Properties LLC, offshore sediada no Delaware, nos Estados Unidos. Dois meses depois, em 20 de fevereiro de 2017, foi feita uma alteração da representação e atualização da representada: a Burgate Properties LLC muda a designação para Burgate Properties Limited, passando a ter sede em Malta, e a sucursal em Portugal muda a denominação para Burgate Properties Limited - Sucursal em Portugal.

As contas da sucursal da Burgate em Portugal, a que o CM teve acesso, revelam que, em 2017 e 2018, foram investidos mais de três milhões de euros na construção do imóvel na Quinta do Lago. O terreno onde a mansão está edificada foi adquirido pela Burgate, em 2017, por mais de 756 mil euros. Nesse ano, foram aplicados mais de 558 mil euros na obra, num investimento total de mais de 1,3 milhões de euros. No ano seguinte, foram aplicados mais 1,75 milhões de euros. Com a conclusão da obra, que está agora na fase final, a mansão terá um valor muito superior a três milhões de euros. A mansão, segundo apurou o CM, será um projeto turístico.

O MP suspeita de que esta mansão será detida por Isabel dos Santos, através da Burgate. Já este mês, o MP e a Polícia Judiciária fizeram buscas ao imóvel de luxo, no âmbito da investigação a Isabel dos Santos. Dias depois das buscas, em comunicado, a empresária angolana negou ser dona da moradia na Quinta do Lago citada na imprensa. O comunicado referiu ainda que “a empresária Isabel dos Santos e o seu marido [Sindika Dokolo] não têm propriedade alguma no Algarve”, na sua página de twitter Isabel dos Santos nego seja o proprietário da mansão que está sendo construindo na Quinta do Lago, no Algarve.

Dubai foi o destino de 117 milhões de euros

A Sonangol transferiu para o Dubai, no mandato de Isabel dos Santos, 131,14 milhões de dólares, em 2017. Ao câmbio atual, esta verba é equivalente a 117 milhões de euros.

As verbas foram destinadas à Matter Business Solutions, sociedade offshore sediada no Dubai, sendo os pagamentos justificados como serviços de consultoria à petrolífera angolana. As autoridades judiciárias de Angola alegam que os serviços descritos nas faturas não foram prestados e levantam suspeitas de fraude.

As verbas suspeitas saíram da Sonangol para uma offshore com dois nomes diferentes: a Ironsea, que foi constituída em fevereiro de 2017 no Dubai, e que passou a chamar-se depois Matter Business Solutions. Quer a Ironsea, quer a Matter estavam, segundo um despacho do Tribunal Supremo de Angola do início de 2020, registadas em nome de Paula Oliveira e tinham como diretor Mário Leite da Silva. Ambos são pessoas próximas de Isabel dos Santos.

As operações estão a ser investigadas em Angola e Portugal.

Antigo advogado representa Burgate

Jorge Brito Pereira, antigo advogado de Isabel dos Santos, é o representante da sucursal em Portugal da Burgate, segundo o Portal da Justiça. Este mês, Brito Pereira foi alvo de buscas pelo Ministério Público e a Polícia Judiciária. O CM tentou falar com o advogado, mas, até ao fecho desta edição, não foi possível.

Leite da Silva é o braço-direito

Mário Leite da Silva é o braço-direito de Isabel dos Santos no mundo dos negócios. Na sequência do caso Luanda Leaks, o gestor renunciou ao cargo de presidente do conselho de administração da Efacec, em janeiro deste ano.

O gestor foi alvo de buscas nas operações efetuadas pelo Ministério Público e a Polícia Judiciária, este mês, no âmbito da investigação a Isabel dos Santos.

A empresária angolana, na sequência do caso Luanda Leaks, colocou a sua posição na Efacec à venda. CM

Rate this item
(2 votes)

Log in or Sign up