Sábado, 11 de Julho de 2020
Follow Us

Quinta, 28 Mai 2020 20:04

Polícia investiga a assassinato de sindicalista em Luanda. Irmãos culpam agentes da corporação

A polícia angolana tomará medidas se for provado que foram agentes da instituição que assassinaram o dirigente sindicalista Lazarino Santos e um vizinho, Álvaro Estevão, na noite de segunda-feira.

O porta-voz das forças de segurança Waldimar José,disse que o caso está a ser investigado mas sublinhou que o que se passou não se enquadra nos métodos de actuação da polícia.

O oficial disse que se provado que um agente cometeu o assassinato então “será responsabilizado e expulso da corporação”

Contudo frisou que isso “é uma situação hipotetica” e que está por confirmar ou desmentir.

Na noite de segunda-feira, quando eram 21 horas, sete vizinhos do bairro Dangeareaux município do Talatona,decidiram abordar em conjunto a terraplanagem da rua em que vivem.

Minutos depois, escuta-se o manipular de uma arma, cinco dos presentes colocaram-se em fuga, quando, ouviu-se a ordem de abrir fogo, e Lazarino Santos e Álvaro Estevão acabaram por ser atingidos mortalmente.

Manuel dos Santos irmão mais velho de Lazarino Santos disse que tanto o seu irmão como a outra vitima tinham parado e que um dos atacantes deu ordens para “abater”.

O seu vizinho foi o primeiro a ser atingido a tiro na cabeça e o
“meu irmão tentou colocar a chave no portão para abrir a porta foi assim que gritou “fui alvejado”, e caiu", disse.

"Quando caiu os policia ainda ficaram mais de 15 minutos no local”, acrescentou

Conceição dos Santos, outro irmao de Lazarino disse que “não temos dúvidas que sejam policias” .

Lazarino dos Santos ocupava o cargo de Secretário Executivo do Sindicato dos Professores e Trabalhadores do Ensino Não Universitário.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up