Sábado, 08 de Agosto de 2020
Follow Us

Segunda, 13 Julho 2020 20:04

Bolsonaro pede que João Lourenço proteja pastores da Igreja Universal em Angola

O presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta ao presidente da Angola, João Manuel Lourenço, pedindo que ele proteja pastores da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola. A carta foi divulgada hoje no Twitter pelo deputado federal e filho do presidente do Brasil, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

“Julgamos ser preciso evitar que fatos dessa ordem voltem a produzir-se ou sejam caracterizados como consequência de “disputas internas”. Há perto de 500 pastores da IURD em Angola e, nesse universo, 65 são brasileiros.  Os aludidos atos de violência são atribuídos a ex-membros da IURD, que também têm levantado acusações e, com isso, motivado diligências policiais na sede da entidade e nos domicílios de dirigentes seus”, diz a carta assinada por Bolsonaro.

Na sexta-feira (10), o Serviço de Investigação Criminal da Polícia Nacional de Angola (SIC) fez ações de busca e apreensão contra pastores da igreja por suspeita de evasão de divisas e de lavagem de dinheiro. Templos religiosos também foram alvo dos mandados judiciais do SIC.

Segundo a revista, no documento, Bolsonaro atribui a ex-integrantes da igreja a responsabilidade por denúncias que acabaram gerando operações policiais contra integrantes da Universal.

Confira a carta do presidente Jair Bolsonaro:

“Os aludidos atos de violência são atribuídos a ex-membros da Igreja Universal do Reino de Deus, que também têm levantado acusações e, com isso, motivado diligência policiais na sede da entidade e nos domicílios de seus dirigentes. Julgamos ser preciso evitar que fatos dessa ordem voltem a produzir-se ou sejam caracterizados como consequências de ‘disputas internas’. Há perto de 500 pastores da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola e, desse universo, 65 são brasileiros”.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up