Sexta, 03 de Abril de 2020
Follow Us

Sexta, 16 Agosto 2019 17:47

Deputado brasileiro diz que "Bolsonaro não é burro, mas um idiota ingrato" - imprensa

Deputado federal Alexandre Frota Deputado federal Alexandre Frota

O deputado federal Alexandre Frota, expulso do Partido Social liberal (PSL), após criticar o Governo, disse hoje que o Presidente do Brasil "não é burro”, mas sim “um idiota ingrato que nada sabe".

"Bolsonaro não é burro, senão ele não chegaria onde chegou, mas é um idiota ingrato que nada sabe. Aquela cadeira de Presidente ficou grande para ele e ele se lambuzou com o mel da Presidência. Bolsonaro se mostra, muitas vezes, infantil”, declarou o membro da câmara baixa parlamentar, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.

Antes de se tornar deputado, Alexandre Frota ganhou notoriedade no Brasil quando trabalhou como ator de novelas e de filmes eróticos.

O deputado foi eleito pelo PSL para a câmara baixa parlamentar no ano passado, com 155 mil votos no estado de São Paulo.

Alexandre Frota participou ativamente na campanha presidencial de Jair Bolsonaro, mas nos últimos meses passou a discordar de muitas iniciativas propostas pelo Governo.

Antes de ser expulso do partido do Governo, Frota já havia declarado que estava "desapontado" com o Presidente brasileiro.

"Eu conheço dois Bolsonaros. Um era meu amigo até ao dia da eleição. O outro é agora Presidente. [Sobre este segundo] prefiro não comentar", disse o deputado.

O parlamentar também criticou o PSL, partido a que aderiu em meados do ano passado, quase nas vésperas da campanha eleitoral.

"Desde o início, o PSL foi esquecido pelo Governo [Bolsonaro] e não fez nada em relação a isto, agora [o partido] está numa fase de divisão total", disse há duas semanas.

Depois de tantas declarações polémicas, alguns deputados do PSL solicitaram a expulsão de Frota, pedido que foi acatado pelos membros da direção nacional do partido na terça-feira.

“O estopim foi porque discordei e não pode discordar, critiquei e não pode criticar. Não disse amém e é preciso dizer amém. Mas não tive e não tenho medo do Governo do [ex-presidente Luiz Inácio] Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), não terei medo do Governo Bolsonaro", afirmou, sobre a expulsão, à Folha de S. Paulo.

O deputado, em relação à saída do PSL, acrescentou: "Foram vários os fatores, mas o facto de falar a verdade incomodou muito, de criticar quem não gosta [de ser criticado] e não está preparado para as críticas".

Alexandre Frota, atualmente sem partido, voltou a dizer que recebeu propostas de outras forças políticas, mencionando os convites para se filiar no Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e nos Democratas (DEM).

Insatisfeitos

Para Frota, há outros filiados ao PSL que, como ele, existem "vários" insatisfeitos com o governo. Apesar disso, ele pontuou que "ninguém tem coragem de meter a cara" e "muita gente não tem coragem de falar". Não houve menções a nomes de quadros do partido nesse contexto. Foram citados apenas aliados de Bolsonaro como o pastor Magno Malta, o ex-ministro Gustavo Bebianno e o deputado Julian Lemos, que Frota acredita terem sido "deixados para trás".

Ainda entre os ataques direcionados a Bolsonaro, o parlamentar incluiu uma comparação entre a própria atuação em filmes pornográficos e a carreira do presidente no Exército.

— Bolsonaro não foi ninguém no Exército, saiu expurgado de lá, não foi brilhante, ou estou errado? Não estou. Eu, como ator pornô, dei mais certo do que ele no Exército. Bolsonaro está fazendo parte de uma matilha cultural e social de extrema-direita, que assim como a esquerda, que durante muito tempo trabalhou isso, acham que vão dominar o país — criticou o deputado.

Nas projeções para o próprio futuro na política, Frota disse que irá votar as pautas do governo pensando no "bem do Brasil". Ele também disse que não pretende disputar as prefeituras de São Paulo ou do Rio de Janeiro e declarou que apoiava, no PSL, a candidatura da deputada Joice Halssemann para a administração da capital paulista. De acordo com ele, a ideia encontra resistência no deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, que defende a candidatura do apresentador José Luiz Datena, da TV Band.

'Nem sei. Quem é Alexandre Frota?', pergunta Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro ironizou na manhã nesta quinta-feira a expulsão do deputado Alexandre Frota (SP) do seu partido, o PSL , definida pela executiva nacional da sigla na última terça. Questionado sobre a decisão e se mais algum parlamentar pode sair do partido, Bolsonaro respondeu:

— Nem sei. Quem é Alexandre Frota? — perguntou o presidente.

Frota se filiou ao PSL em 2018 por convite do próprio Bolsonaro e foi eleito com pouco mais de 150 mil votos. Após o início do governo, no entanto, passou a criticar com frequência Bolsonaro, o que motivou sua expulsão do PSL. Também teve diversos embates com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), no diretório estadual do partido em São Paulo.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up