Quarta, 27 de Mai de 2020
Follow Us

Sexta, 22 Mai 2020 19:03

Omatapalo subcontratada pela Mota-Engil para construção da refinaria de Cabinda.

A construtora Omatapalo podera integrar o consórcio Mota-Engil para a construção da refinaria de Cabinda, caso vença concurso para a empreitada. Os dois consórcios são de um lado a Odebrecht e de outro a Lambert e Mota Engil.

Segundo o site África Intelligence, restam apenas dois consórcios. O vendedor terá a missão de construir aquela infra-estrututa, a segunda no país.

No total, uma joint-venture concorria para a construção deste Mega projecto que conta com financiamento da empresa britânica de investimentos Gemcorp, o principal parceiro financeiro do governo angolano.

Em dezembro de 2019, a Gemcorp substituiu a United Shine, registrada em Hong Kong, que venceu o concurso realizado pela Sonangol em 2018.

A parte interna respeitante aos trabalhos de engenharia da refinaria de Cabinda deverão ser realizados pela VFuels, empresa com sede em Houston cujo líder é o empresário libanês Souheil Abboud.

Desde que João Lourenço se tornou Presidente da República de Angola, a Omatapalo ganhou contratos no sector da construção, avaliados em centenas de milhões de dólares.

Mais recentemente, a OMATAPALO garantiu um acordo de 177 milhões de dólares para construção de uma barragem hidráulicas na província do Cunene.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up