Sábado, 19 de Outubro de 2019
Follow Us

Segunda, 07 Outubro 2019 09:10

Aconteceu em 1992 - UNITA põe Luanda ao rubro com generais em pé de guerra

Na primeira página de 7 de outubro de 1992, o Diário de Notícias dava destaque a uma reportagem de Ferreira Fernandes, enviado especial a Angola.

"A saída da UNITA das Forças Armadas Angolanas fez ontem subir ao rubro o ambiente em Luanda. Jonas Savimbi e os seus generais reagiram mal aos resultados eleitorais, que até agora apontam para uma vitória de José Eduardo dos Santos e do MPLA. A UNITA continua a afirmar que houve fraude", escrevia Ferreira Fernandes na primeira página do DN de 7 de outubro de 1992.

Enviado especial a Angola para acompanhar as eleições, o agora diretor do DN relata as reuniões e declarações que se sucederam em Luanda, onde os observadores estrangeiros "acompanharam de perto as negociações para a paz".

A 29 e 30 de setembro de 1992 os angolanos foram a votos para escolher o presidente, nas primeiras eleições multipartidárias e livres do país.

"A meio da tarde, o Conselho Nacional Eleitoral suspendeu a divulgação de resultados oficiais provisórios. Oficialmente, o CNE diz que està à espera dos resultados definitivos das 18 delegações provinciais. Mas terá sido a decisão da UNITA de abandonar o exército único que obrigou todos os intervenientes no processo a usarem da máxima prudência", escreve Ferreira Fernandes no DN.

Rate this item
(6 votes)

Log in or Sign up