Menu
RSS

Que grande abuso do MPLA: Depois de 40 anos de roubalheira falar no combate á corrupção?

Só se formos realmente o especial e idiota povo que eles acreditam sermos , podemos acreditar que este MPLA pode fazer um combate serio á corrupção , mas se já não somos aquilo que eles ainda acreditam sermos jamais podemos acreditar e cairemos na conversa fiada de mafiosos que em situação normal e com um governo sério grande parte deles estaria na cadeia .

Read more...

Yigit Kozan, dá uma chapada sem mão aos angolanos: vocês vivem de aparências

Angola é uma nação onde a falta de humanismo é trágica e lastimável, até bem pouco tempo, o Centro Nacional de Hidrocefalia, apresentava – se aos gritos, apelando ao socorro à sociedade angolana, com intuito de que pessoas de boa fé, fossem mover – se em ajuda, no âmbito das satisfação das necessidades vigentes no Centro Angolano de Hidrocefalia. Ninguém sequer, mostrou – se caridoso, pronto a dispor, nem que sejam migalhas para ajudar a atalhar o grito de socorro levantado por aquele centro. Apesar de Angola albergar inúmeros empresários multimilionários, cuja riqueza foi extraída do País, muitos dos quais de forma ilícita, que até então, muitos viajam em nações ocidentais exibindo – se ao mais alto patamar luxuoso, e doam até milhões de dólares para fins sociais, ajudando aqueles países já resolvidos, ao passo que em Angola, a saúde anda descalça e mal ultrajada, sem eira, nem beira, encarando milhares de problemas cuja solução carece de receitas em dinheiro.

Read more...

A PGR e o antes e depois no combate à impunidade

Agora que assentou a poeira em torno das falhas da Procuradoria-Geral da República na notificação de arguidos envolvidos em processos-crime com fortes indícios de visarem defraudar o Estado angolano em avultadas somas em dinheiro, agora que os ânimos parecem estar mais serenados, afigura-se apropriado voltar à vaca fria em relação ao assunto.

Read more...

Aguinaldo Jaime e Manuel Gonçalves em alegados esquemas de fraude

As denúncias e suspeições voltaram às instituições públicas, desta vez, na Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ASERG), e na Empresa Nacional de Seguros (ENSA). Quer Aguinaldo Jaime, presidente do conselho de administração ASERG, quer Manuel Gonçalves, Presidente do Conselho de Administração da ENSA, estão implicados nas acusações, sendo que Manuel Gonçalves é alvo de denúncias por parte de funcionários da ENSA, e Agnaldo Jaime, pelo conjunto de empresas ligadas ao sector de Seguros.

Read more...
Subscribe to this RSS feed

Recomendamos