Angola 24 Horas - Não aceitamos a vozes de radicais, as ameaças e de gritaria - TPA
Menu
RSS

Não aceitamos a vozes de radicais, as ameaças e de gritaria - TPA

O vice-presidente da UNITA, Raul Danda, vai ser substituído por outro membro do partido no espaço de comentários da Televisão Pública de Angola, anunciou sexta-feira a estação pública em comunicado de imprensa.

Na série de programas de comentários e análises da televisão pública, com o propósito de dar voz a todos segmentos da sociedade e estimular o contraditório, Raul Danda tentou à força comentar um assunto que não constava do alinhamento do noticiário, tal como  o  combinado com a estação pública.

A TPA decidiu, em consequência, prescindir da colaboração do deputado do maior partido da oposição, convidando para o substituir outra figura do mesmo partido, a fim de manter o equilíbrio que a estação pretende.

“A TPA assume perante os telespectadores o seu compromisso de prosseguir com o processo de abertura responsável que lhe cabe, mas sem ceder a vozes radicais , às ameaças e à gritaria de quem quer que seja”, lê-se na nota de imprensa da televisão pública, que acrescenta que “a democracia implica equilíbrio, serenidade e cumprimento de regras”. A televisão justifica a decisão de rompimento da colaboração com o deputado pelo facto de que Raul Danda terá escrito na sua página na rede social Facebook “um texto violento contra a TPA eivado de falsidades e ameaças”.

A televisão pública esclarece que cada comentarista residente é convidado a comentar três assuntos do telejornal do dia em que participa, escolhidos pela TPA.

A TPA introduziu recentemente uma série de programas e comentários, com análises e debates como forma de dar voz a todos os segmentos da sociedade e estimular o contraditório. Uma das novidades são os comentaristas residentes, que participam todas as noites no Telejornal. No início, cinco personalidades do mundo da política, entre figuras partidárias e da sociedade civil. JA

.
..
.
.
back to top

Recomendamos