Menu

Israel corta relações com os 12 países (Angola) que votaram resolução contra colonatos

Netanyahu avisou, este domingo, que fará "tudo o que for preciso para que Israel saia ileso desta decisão vergonhosa” Netanyahu avisou, este domingo, que fará "tudo o que for preciso para que Israel saia ileso desta decisão vergonhosa”

Governo de Benjamin Netanyahu continua a retaliação e convocou embaixadores dos 12 países (Angola) que aprovaram nas Nações Unidas uma resolução contra os colonatos de israelitas na Cisjordânia e Jerusalém.

O governo israelita está furioso pela aprovação de uma resolução contra os colonatos israelitas na Cisjordânia e em Jerusalém nas Nações Unidas na sexta-feira e anunciou este domingo que vai mandar chamar os embaixadores de todos os países que votaram a favor da resolução, no que é equivalente a um raspanete diplomático. A visita do primeiro-ministro da Ucrânia a Israel foi cancelada porque o país votou a favor.

Rússia, China, Reino Unido, França (membros do Conselho de Segurança), Japão, Angola, Espanha, Uruguai e Egito. Todos os países com representação diplomática em território israelita foram chamados pelo governo no dia de natal por terem aprovado a resolução.O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, deu ordens aos seus ministros para não viajarem, nem reunirem com governantes dos 12 países (Angola) que votaram a favor da resolução contra os colonatos, nem poderão reunir-se com os governantes dos respetivos países, escreve o El País. A decisão do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, anunciada por um porta-voz diplomata daquele país, surge em jeito de retaliação à votação de sexta-feira.

Assim, e até Donald Trump tomar posse como presidente dos Estados Unidos, as relações de Israel com a Rússia, a França, a Espanha, o Reino Unidos, a China, o Japão, o Egito, o Uruguai, Angola, a Ucrânia, o Senegal e a Nova Zelândia, ficarão suspensas.

Logo na sexta-feira, o gabinete de Benjamin Netanyahu anunciou que os embaixadores de Israel em países como a Nova Zelândia e o Senegal tinham recebido ordens para regressar a Israel, um sinal de corte de relações entre os países. Israel anunciou ainda que iria aplicar sanções económicas contra estes dois países.

Netanyahu avisou, este domingo, que fará "tudo o que for preciso para que Israel saia ileso desta decisão vergonhosa”

voltar ao topo
Polícia Brasileira (PF) aponta que valores para Angola com recursos do BNDES foram de US$ 3 bilhões

Polícia Brasileira (PF) aponta que valores para Angola com recursos do BNDES for…

SÃO PAULO - O delegado da Polícia Federal (PF) Filipe Hille Pace, responsável pe...

Analistas esperam que José Eduardo dos Santos só deixe presidência em 2022

Analistas esperam que José Eduardo dos Santos só deixe presidência em 2022

Angola pode estar a entrar num momento de viragem na sua história, motivado pela...

Reclusas no Kwanza Sul denunciam que são obrigadas a fazer sexo em troca da amnistia

Reclusas no Kwanza Sul denunciam que são obrigadas a fazer sexo em troca da amni…

Após a divulgação de imagens que mostram a falta de água e de alimentação em vár...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve