Menu
RSS

Suposto marginal alvejado em confronto com a Polícia na Ingombota

Suposto marginal alvejado em confronto com a Polícia na Ingombota

Um elemento supostamente afecto a um grupo de marginais, que na manhã de hoje, quarta-feira, roubou dois milhões de kwanzas de um cidadão na via pública, no Distrito da Ingombota, em Luanda, foi ferido durante o confronto com uma patrulha motorizada da Policia Nacional.

De acordo com um comunicado de imprensa do Comando Provincial da corporação, a que a Angop teve acesso, o assalto ocorreu quando o cidadão saia de uma dependência bancária, nas proximidades do Hotel Presidente, Rua Major Canhangulo, tendo sido abordado por três elementos a bordo de uma viatura e outros três numa motorizada, sob ameça de arma de fogo consumaram o ilícito.

Após uma denúncia, feita por cidadãos que presenciaram o roubo, refere o documento, uma patrulha motorizada em serviço, nos arredores, em perseguição conseguiu abordar os suspeitos.

Acto continuou, um dos suspeitos empunhou uma arma de fogo contra as forças policiais e em resposta foi alvejado nos membros superiores com dois tiros, sendo que os três suspeitos a abordo da motorizada meteran-se em fuga com os valores monetários.

Na posse dos suspeitos, foram retiradas uma pistola e a viatura usada pelos supostos meliantes, persumivelmente roubada.

As autoridades policiais, em Luanda, não revelaram a identidade dos suspeitos, mas prometem o fornecimento de mais dados sobre o délito.

Entretanto, o director do Gabinete de Comunicação Instucional e Imprensa da Delegação Provincial, do Ministerio do Interior (Minint), intendente Mateus de Lemos Rodrigues, aconselhou as instituições e os cidadãos a terem cuidado quando efectuarem o levantamento de avultados valores monetários nos bancos, de modo a se precaverem contra os assaltos.

Ao falar à Angop, o oficial da corporação disse que quando se trata da retirada de grandes quantias monetárias, deve-se solicitar os serviços da Polícia Nacional ou empresas de segurança privada especializadas para protecção.

Por outro lado, enalteceu a colaboração da população, no que toca a denúncia de crimes, o que tem contribuído para redução de délitos.

Last modified onQuarta, 01 Agosto 2018 22:06
.
.
.
.
back to top

Recomendamos