Angola 24 Horas - O Governo Angolano está a combater a Igreja de Cristo?
Menu
RSS

O Governo Angolano está a combater a Igreja de Cristo?

O Governo Angolano está a combater a Igreja de Cristo?

O Governo através do Decreto Executivo Conjunto número 1/18 de 4 de Outubro, extingue as plataformas ecuménicas, dá um prazo de 30 dias para as igrejas não legalizadas apresentarem um conjunto de documentos para sua posterior legalização...

Por Manuel Tandu

Essas medidas criaram um aceso debate na sociedade, há várias opiniões sobre estas medidas, há aqueles que entendem que essa medida é errada pois visa coartar o exercício da liberdade de crença, de culto, de organização religiosa e de expressão, há aqueles que se revêem nestas medidas, muitas das igrejas que faziam parte destas plataformas ecuménicas acusam o Governo de ser ingrato e há aqueles que foram muito mais longe que todos no raciocínio chegando aponto de dizerem que o actual Presidente da República está a combater a Igreja de Cristo. Baseando-me nas escrituras sagradas entendi dar um parecer sobre essas medidas que Governo tomou. Esse parecer esta dividida em cinco (5) partes: A igreja, o servo de Jeová, a institucionalização das autoridades, a teologia da prosperidade e por fim irei concluir respondendo a seguinte questão, o Governo Angolano está a combater a Igreja de Cristo?

  1. A Igreja

Existem duas igrejas, nomeadamente: A Igreja como instituição e a Igreja como indivíduo.

1.1. A Igreja como instituição

A igreja como instituição fora instituída por Jeová. A igreja como instituição fora instituída depois da saída do povo Hebreu do Egipto, já eles no deserto, Jeová tinha ordenado ao profeta Moisés que edifica-se um tabernáculo, e deu ao mesmo, orientações precisas de cada detalhe ou de como ele tinha que construir este tabernáculo, as passagens Bíblicas tais como: Êxodo 25:1-40, Êxodo 26:1-37, Êxodo 27:1-43, Êxodo 28:1-43, Êxodo 29:1-46, Êxodo 30:1-38 e Êxodo 31: 1-18. Confirmam isso. E em Êxodo 31:18, a palavra de Jeová diz: "E deu a Moisés (quando acabou de falar com ele, no monte se Sinai) as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus". Quer dizer, depois das instruções de em como iria edificar o tabernáculo, e do que se devia usar para apetrechamento desta estrutura, deu ao profeta Moisés os dez mandamentos, deu a lei para que ela moldasse o comportamento do povo, deu a lei para que o povo a cumprisse e vivesse segundo a sua vontade. Quer dizer, a igreja como instituição desde a sua génese sempre teve a missão de moldar os comportamentos dos indivíduos de modo que vivam na sociedade e em sociedade.

  1. 2. A Igreja como indivíduo

A igreja como indivíduo também fora instituída por Jeová. Por isso em I° aos Coríntios 3: 16-17, as escrituras sagradas dizem: Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o espírito de Deus habita em vós? Não sabeis vós que sois o templo do senhor, e que o Espírito de Deus habita em vós"? O indivíduo como igreja, como templo do Senhor dos senhores, sendo o templo de Jeová, tem a missão de moldar a sociedade de modo que ela viva de maneira sã, através dos seus modos de vida à luz das escrituras sagradas. Por este ser o templo de Jeová tem a missão de iluminar o mundo.

  1. O Servo de Jeová

Segundo, as escrituras sagradas em Ezequiel 3:16-20, Jeová Jiré deixa claro sobre qual é a missão do seu servo, Ele diz que o seu servo é um atalaia do povo! Ele diz que o seu servo tem a missão de comunicar ao povo as suas orientações! Ele diz que o seu servo tem a missão de cumprir e fazer cumprir as suas orientações! Ele diz que o seu servo tem a missão de anunciar e denunciar! Ele diz que o seu servo tem a missão de fiscalizar, de aconselhar... a acção do Governo.

  1. A institucionalização das autoridades

Ao olharmos em Aos Romanos 13: 1- 6 as escrituras sagradas dizem: " Obedeçam às autoridades, todos vocês. Pois nenhuma autoridade existe sem a permissão de Deus, e as que existem foram colocadas nos seus lugares por ele. Assim quem se revolta contra as autoridades está se revoltando contra o que Deus ordenou, e os que agem desse modo serão condenados. Somente os que fazem o mal devem ter medo dos governantes, e não os que fazem o bem. Se você não quiser ter medo das autoridades, então faça o que é bom, e elas o elogiarão. Porque as autoridades estão a serviço de Deus para o bem de você. Mas, se você faz o mal, então tenha medo, pois as autoridades, de fato, têm poder para castigar. Elas estão a serviço de Deus e trazem o castigo dele sobre os que fazem o mal. É por isso que você deve obedecer às autoridades; não somente por causa do castigo de Deus, mas também porque a sua consciência manda que você faça isso. É por isso também que vocês pagam impostos. Pois, quando as autoridades cumprem os seus deveres, elas estão a serviço de Deus. Portanto, paguem ao governo o que é devido. Paguem todos os seus impostos e respeitem e honrem todas as autoridades". Resumidamente essa passagem Bíblica diz que as autoridades (Governo) foram instituídas por Jeová Jiré, e Jeová as usa para que estanquem as más práticas que se podem verificar na sociedade.

E em função disso um Governo tem a luz verde de Jeová para que implemente medidas que visam estancar as más práticas que se pode verificar no seio da igreja como instituição e na Igreja como indivíduo. Um Governo tem luz verde de Jeová para que implemente medidas visando estancar as más práticas que estão a desvirtuar o povo do Senhor!

Pois a bênção do Senhor não se manifesta no seio onde o mal impera, quer dizer, as más práticas que se verificam no seio de muitas igrejas são um impeditivo para que o progresso acontece no país. O progresso de um país é também resultado do quão os povos de um determinado país seguem os preceitos de Jeová Jiré!

  1. A teologia de prosperidade

Hoje ao olharmos para atrás vimos um país onde imperava a impunidade, o peculato, o branqueamento de capitais, a desestruturação familiar, a baixa criminalidade que é gerada pela alta criminalidade... Em anos atrás o mal tinha atingido níveis alarmantes. O mais curioso é que é também nesse período sombrio que as igrejas como as neopentecostais surgiram em massa, em qualquer canto, em qualquer esquina, beco... uma igreja. Quer dizer, nesse período sombrio se tinha acabado de se bater um recorde em aberturas de igrejas principalmente as neopentecostais no país. 

Mas esse dado me leva a levantar as seguintes questões. Então se a igreja a sua missão é moldar a sociedade de modo que o indivíduo viva de maneira sã, então porque esse bumm de abertura de igrejas não contribuiu para um país melhor? Porque nesse período onde a abertura de igrejas bateu um recorde, a nossa sociedade ficou mais carente de valores? Pois é nesse período onde os índices de impunidade, de corrupção, de peculato, de associação criminosa... atingiram níveis alarmantes! Porquê!?

A resposta é simples. É que a esmagadora maioria dessas igrejas a sua acção esta assente na teologia de prosperidade, ora a teologia da prosperidade viola o Mateus 6 : 33, pois essa passagem Bíblica, diz: "Mas, buscai primeiro o Reino de Jeová e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas". Ora, quando a palavra de Jeová diz: "... e todas estas coisas vos serão acrescentadas". A que se refere? Que coisas essas que se refere? A resposta, se encontra neste mesmo capítulo, mas nos versículos 28-32, quer dizer em Mateus 6:28-32, e nessa passagem Bíblia Jeová diz que essas coisas a que se refere em Mateus 6:33, é o materialismo. Ele diz para que o seu povo tenha foco no Reino de Jeová e na sua justiça e não no materialismo, pois o bem material que não é resultado do quão o indivíduo segue os preceitos de Jeová leva a ruína. Ele diz para que se busque o seu reino e a sua justiça pois os bens materiais oriundos do quão o foco é no reino de Jeová e na sua justiça não levam a ruína. 

Mas a teologia da prosperidade não visa que é o indivíduo busque primeiro o reino de Deus e a sua justiça para que em função disso tenha os bens materiais, a teologia da prosperidade retira "mas, buscai primeiro o Reino de Jeová e a sua justiça". E ensina que se deve buscar o materialismo invés de ensinar que se deve buscar primeiro o reino de Jeová e a sua justiça. A teologia da prosperidade está a moldar a sociedade para que ela seja materialista! Para que o ponto de partida e de chegada da sociedade seja o materialismo! Está a afastar a sociedade de Jeová! Está a moldar a sociedade para não viver de maneira sã! Por isso o caos imperou!

E é por isso a sociedade está tão materialista! É por isso o açambarcamento do erário público se tornou numa prática normal! Pois a própria Igreja através da teologia da prosperidade incentiva isso! É por isso há um gritante aumento de casos de desestruturação familiar! É por isso o país nos últimos anos mesmo com bum do petróleo, e dos diversos financiamentos obtidos não houve realmente a melhoria das condições básicas dos cidadãos!

Pois a própria igreja se despiu da espiritualidade e se focou só no materialismo! As igrejas foram transformadas em autênticos mercados da fé! A Igreja fora profanada! Pois a mesma institucionalizou a mercantilização da fé! É por isso que quem dá mais na igreja passou a ser chamado de PAPA DA FÉ, ou MAMA DA FÉ e quem dá pouco, pois só este pouco tem, foi reduzido ao PAPA COM KA-FÉ ou MAMA COM KA-FÉ! E é nessa luta frenética para se ostentar o título de PAPA DA FÉ ou MAMA DA FÉ muitos dos gestores públicos saquearam os cofres públicos, o índice de divorciados, da prostituição, de famílias desestruturadas, da baixa criminalidade gerada pela alta criminalidade... aumentou consideravelmente no país. Porque de Janeiro a Dezembro os cristãos em muitas dessas congregações cristãs estão sendo moldados a serem materialista.

  1. O Governo Angolano está a combater a Igreja de Cristo?

A luz das escrituras sagradas às medidas do Executivo não viola o exercício da liberdade religiosa em Angola. Estou a favor das medidas que o Governo implementou no sentido de estancar a mercantilização da fé. Estou a favor das medidas que o Governo implementou no sentido de fazer com que a IGREJA não continue sendo um Shopping, e que a BENÇÃO não continue sendo uma MERCADORIA e que o CRISTÃO não continue sendo um CLIENTE.

Estou a favor desse murro na mesa que o Governo deu, pois a mercantilização da fé é a progenitora de todos males que enfermam a nossa sociedade! A mercantilização da fé foi o real impeditivo para que Angola se tornasse no melhor lugar para se viver. E é a vontade do Senhor Jeová Jiré, que o Governo estanque a mercantilização da fé! O Senhor Jeová Jiré usa os meios que lhe apraz para contornar diferentes problemas que se vive no seio duma sociedade! Jeová Jiré proíbe a mercantilização da fé, pois ela corrói a sociedade. O Nosso Jesus Cristo escorraçou os mercadores da fé no templo, pois a mercantilização da fé é uma profanação do templo (Mateus 21:12-13). Então como esses servos assumem que são seguidores de Cristo, mas  transformam os templos em mercados da fé!? Mas profanam os templos!? Vendendo água, pulseiras, mascotes, fios, cremes, vassouras, estátuas, sabotes, azeite... nos templos do Senhor!? Estão a se opor a doutrina de Cristo! Há uma contradição entre a acção ou práticas dos mesmos com a de Cristo. Pois o Cristo combateu, combate a mercantilização da fé. Ora, quem promove a mercantilização da fé, quem transforma o templo em autêntico mercado da fé. Quem profana o templo. É seguidor de tudo, mas de Cristo não é! Pois a IGREJA DE CRISTO não é um SHOPPING, a BENÇÃO não é uma MERCADORIA e o CRISTÃO não é um CLIENTE! Pois para o Nosso Senhor Jesus Cristo é uma abominação transformar o templo em mercado da fé. A Igreja de Cristo não é um mercado da fé, e aquela igreja que é um mercado da fé, mesmo que grite bem alto o nome do Senhor, mas Ele não os conhece! Pois são sinagogas do diabo!

Manuel Tandu "O Kutualista"

Last modified onDomingo, 14 Outubro 2018 19:14
.
..
.
.
back to top

Recomendamos