Quinta, 11 de Agosto de 2022
Follow Us

Quinta, 28 Julho 2022 13:12

SIC esclarece morte de cidadãos por ingestão de cápsulas de cocaína e identifica mandantes em Istambul

O Serviço de Investigação Criminal, através do seu Departamento de Investigação Criminal do Aeroporto Internacional, 04 de Fevereiro em Luanda e as suas Direcções de Combate ao Narcotráfico e SIC Luanda, esclareceram nesta quarta-feira, 27 de julho, as mortes, no Aeroporto e na Maianga, de dois cidadãos por ingestão cápsulas fitacoladas contendo drogas do tipo cocaína que pretendiam viajar para Turquia.

Em nota de imprensa para Angola24horas, o SIC torna público que no passado dia 06 de Julho de 2022, ocorreram duas mortes de forma súbita, sendo uma no Aeroporto Internacional de Luanda, do passageiro de nacionalidade angolana, identificado por Alberto Matondo, solteiro de 36 anos de idade, Comerciante, Natural de Maquela do Zombo, Província do Uíge.

Em vida, este residia há mais de três anos em Istambul/Turquia, cuja morte deu-se por volta das 13 horas, na zona pública dos restaurantes do Terminal de Embarque de passageiros, numa altura em que decorria o Check-in do voo TK-794 da Companhia aérea Turkish AirLines que seguiu para Turquia, sendo que os restos mortais, após ser declarado o óbito pelos Técnicos do INEMA, foram removidos, trasladados e depositados na Morgue do Hospital Central Josina Machel.

Acto contínuo, dada as circunstâncias que este indivíduo pereceu, levantou algumas suspeitas no local, facto que levou os operacionais do SIC a despoletar acções de busca de informações complementares e, destas veio a apurar-se, através do SIC/Luanda por via do Departamento de Investigação Criminal da Maianga, um outro cidadão do sexo masculino que também pretendia seguir viagem para Turquia.

Identificado por, Patrik Adilson Capanga, solteiro de 48 anos de idade, natural do Luau/Moxico, residente no município de Belas, bairro camama, este faleceu nas mesmas circunstâncias, no mesmo dia, num Residencial, localizado no Distrito da Samba, onde esteve hospedado, cujo o cadáver foi encontrado e removido e os seus restos mortais depositados na mesma morgue, que aguardava a realização da Necropsia Judicial.

O SIC referiu que, tratando-se de duas mortes súbitas devidamente comprovadas, e para efeitos de determinação das causas, em função de uma denúncia, os cadáveres foram submetidos as respectivas autópsias, pela Direcção de Medicina Legal do SIC, no dia 08 de Julho de 2022.

Feita a perícia médico-legal, encontrou-se no cadáver de Patrick Adilson Capanga, devidamente identificado um total de (125) cápsulas de formato oval devidamente fitacoladas, sendo, (58) alojadas no estômago e (67) nos intestinos, com o peso de (1.639kg).

Enquanto que na "mula"Alberto Matondo, falecido no Aeroporto Internacional de Luanda, foram encontradas no seu organismo
um total de (90) cápsulas fitacoladas contendo droga Cocaína, sendo, (52) alojadas no estômago e (38) no seu intestino, com o peso de (1.172kg). Perfazendo um total de (215) duzentas e quinze cápsulas fitacoladas, com o peso de (2.811 kg) dois quilos, oitocentos e onze gramas de Cocaína.

Realçar que, a causa da morte das duas "mulas" foi derivada por ingestão das cápsulas fitacoladas contendo droga do tipo Cocaína, já no estômago estoirou uma e deu lugar a overdose, vindos a conhecer morte imediata.

Em sede da gravidade dos factos, e feitas diligências preliminares, o SIC determinou que as cápsulas pertencem a um cidadão de nacionalidade angolana, já determinado, residente algures Luanda, elemento que supostamente os recrutou em Estambul/Turquia, e caso fossem bem sucedidos, as mulas seriam recebidas por uma cidadã, também, já identificada, de nacionalidade angolana e com residência fixa naquele país.

Por último, o SIC salienta que neste momento as Investigações prosseguem para determinar e deter os demais envolvidos na prática deste crime.

Rate this item
(1 Vote)