Segunda, 06 de Dezembro de 2021
Follow Us

Quer defrontar João Lourenço nas eleições de 2022, que, alerta já, "estão a fazer tudo para manipular. De Portugal, veria como "positivo" um pedido de desculpa pela colonização.

Published in Destaque

O antigo líder da CASA-CE, a terceira força política angolana, e promotor do partido político não legalizado ainda, Pra-Já – Servir Angola, Abel Chivukuvuku, condiciona a proclamação formal da Frente Patriótica Unida (FPU) à existência de acordos com todos os seus integrantes sobre o que chama de “princípios, valores e objectivos”.

Published in Politica

O político da oposição angolana diz que os partidos políticos portugueses, com excepção do Bloco de Esquerda, foram “coniventes” em aceitar que Portugal se transformasse “na lavandaria” da “roubalheira” em Angola. Chegou a altura de Portugal usar a sua voz na Europa para “exigir que Angola tenha eleições justas”.

Published in Politica

Líder político afirma que equipas de UNITA, PRA-JA e BD trabalham num quadro normativo para a aliança. Chivukuvuku nega rumores de que estaria a abandonar Frente Patriótica devido a uma suposta legalização do PRA-JA.

Published in Politica

O líder político Abel Epalanga Chivukuvuku, desmentiu, nesta segunda-feira, 26 de julho, as acusações segundo as quais este teria abandonado a Frente Patriótica, organização política que junta a UNITA, o Bloco Democrático e o PRA-JA Servir Angola, em troca da legalização do seu partido até ao final deste ano.

Published in Politica
Página 1 de 9

Log in or Sign up