Angola 24 Horas - BNA lança alerta sobre emissão ilegal de cartões VIS
Menu
RSS

BNA lança alerta sobre emissão ilegal de cartões VIS

BNA lança alerta sobre emissão ilegal de cartões VIS

O Banco Nacional de Angola (BNA) emitiu hoje um comunicado onde alerta para a emissão ilegal de cartões de pagamento da rede VISA por parte uma entidade, a Angobit, que não está licenciada para o efeito.

A Angobit, que já respondeu a este comunicado na sua página do Facebook, garantindo que não mantém qualquer actividade e que está a "tratar do processo regulamentar junto da entidade reguladora do sistema financeiro Angolano", é considerada um risco pelo BNA que faz questão de advertir para a "ilegalidade" em que incorre ao anunciar nas redes sociais que está a emitir cartões de pagamentos da rede VISA.

No comunicado publicado pelo BNA na sua página oficial é dito que "areferida entidade (a Angobit) não está licenciada para exercer quaisquer actividades no âmbito do sistema de pagamentos angolano".

Por isso, reforça o banco central, "é ilegal a oferta dos serviços de emissão de cartões de pagamentos da rede VISA que tem publicitado por via das redes sociais".

O BNA recorda ainda que as entidades autorizadas a exercer a actividade de prestação de serviços de pagamento (remessa de valores), podem ser verificadas no site www.bna.ao e lembra que "as entidades que pretendam exercer quaisquer actividades de natureza financeira ou de crédito, devem, como exige a Lei de Bases das Instituições Financeiras, previamente, solicitar a autorização do Banco Nacional de Angola".

Face a isto, a Angobit recorreu à sua página no Facebook para garantir que está a "tratar do processo regulamentar junto da entidade reguladora do sistema financeiro Angolano e enquanto o processo estiver a decorrer não vão efectuar pré-inscrições para adesão aos cartões Visa até novas orientações".

Para evitar abusos eventuais, a Angobit diz que "não vai cobrar qualquer taxa durante este período" para o caso de "aparecer alguém que esteja a cobrar algum dinheiro em nome da instituição". NJ

.
..
.
.
back to top

Recomendamos