Angola 24 Horas - Polícia Judiciária de Portugal desmantela grupo acusado de burla a cidadãos angolanos
Menu
RSS

Polícia Judiciária de Portugal desmantela grupo acusado de burla a cidadãos angolanos

Polícia Judiciária de Portugal desmantela grupo acusado de burla a cidadãos angolanos

A Polícia Judiciária (PJ) desmantelou em Lisboa um grupo de oito pessoas, entre os 29 e os 54 anos, acusado de falsificação de documentos e burla qualificada a cidadãos angolanos, anunciou hoje aquela força policial.

Em comunicado, a PJ, através da directoria de Lisboa e Vale do Tejo, revela que, no âmbito da Operação “Cara-a-cara”, foram detidos sete homens e uma mulher devido à “utilização de identidades falsas e à contra-facção e falsificação de documentos, para sacar indevidamente dinheiro de contas bancárias sedeadas em instituições de crédito portuguesas, mas tituladas por cidadãos angolanos” não residentes em Portugal.

Segundo a Polícia Judiciária, “o grupo seleccionava e consultava, previamente, as contas bancárias a defraudar, retirando delas as informações pertinentes”.

Na sequência da detenção, as autoridades concluíram que o grupo extorquiu “várias dezenas de milhares de euros”, provocando “prejuízos consideráveis às instituições de crédito” que tiveram de “reembolsar os titulares das contas”.

As oito pessoas detidas faziam vários tipos de operações bancárias, pelo menos desde 2015, apresentando identidades e assinaturas falsas em “levantamentos ao balcão ou ordens de transferência para outras contas”.

De acordo com a PJ, os sujeitos apresentavam “documentos falsos, com as suas fotografias apostas, para criarem a convicção de que se tratavam dos legítimos titulares das contas, dos quais imitavam as assinaturas”.

Os detidos foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo sido aplicada a prisão preventiva a quatro e medidas de coação não privativas da liberdade aos restantes.

.
..
.
.
back to top

Recomendamos