Domingo, 03 de Julho de 2022
Follow Us

Quarta, 22 Dezembro 2021 16:08

Frente Patriótica Unida "relançada" esta quinta-feira

A Frente Patriótica Unida (FPU) vai ser relançada esta quinta-feira, 23, pelos líderes da UNITA, Adalberto Costa Júnior, do PRA-JA Servir Angola, Abel Chivukuvuku, e do Bloco Democrático, Filomeno Vieira Lopes.

Esta plataforma de entendimento político da oposição esteve "suspensa" entre Outubro, devido ao acórdão 700/2021 do Tribunal Constitucional (TC), e 4 de Dezembro, quando Adalberto Costa Júnior foi eleito, de novo, presidente da UNITA, com 96% dos votos.

Mas, enquanto aguardava que o congresso anulado pelo Plenário do Tribunal Constitucional que impunou a sua candidatura se voltasse a realizar, e mesmo depois de a UNITA acabar por acatar o conteúdo do acórdão, com Samakuva de novo na liderança do 'Galo Negro', Adalberto Costa Júnior foi sempre dizendo que a sua intenção, se ganhasse a corrida eleitoral à liderança do maior partido da oposição, era manter este projecto.

No seu discurso de investidura voltou a deixar claro que a Frente Patriótica Unida seria materializada.

"É a vitória de um projecto democrático, nascido e assumido pela maioria dos militantes do partido. É a vitória de um projecto unificador, que não distinguindo os angolanos nem pela família, nem pela etnia, nem pela religião, nem pela classe sócio-económica, conta com todos para a construção de uma nova Angola. Uma Angola em que a dignidade, a liberdade e o bem-estar sejam de novo os valores que norteiam a nossa acção", afirmou

Dirigindo-se ao exterior do Congresso, aos angolanos, Costa Júnior disse que "chegou a hora da esperança. esperança numa Angola verdadeiramente democrática e independente. Chegou a hora de abraçarem o desejo de uma vida diferente, melhor, mais digna, mais solidária. Chegou a hora de construirmos uma Angola nova e melhor, sem fome, com escolas, com hospitais e com dignidade para todos os Angolanos".

Porque "este não é um projecto só para os militantes da UNITA, mas para todos os angolanos. Venham connosco. Chegou a hora de construirmos uma Angola nova e melhor, sem promessas irrealistas e sem projectos megalómanos. Uma Angola de trabalho, em que todos tenham o seu lugar, todos possam contribuir. Chegou a hora de uma Angola sem corrupção e sem roubos. Chegou a hora da alternância democrática", disse Adalberto Costa Júnior, que agora se prepara para liderar esta Frente Patriótica Unida. NJ

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Quinta, 23 Dezembro 2021 14:45