Menu
RSS

Acordo de supressão de vistos entre Angola e China vai ser assinado em Luanda

Acordo de supressão de vistos entre Angola e China vai ser assinado em Luanda

Os governos de Angola e da China vão rubricar, em Luanda, no próximo domingo, um acordo de facilitação de vistos em passaportes ordinários.

Cidadãos dos dois países podem ter um prazo definido por acordo para circular entre os dois países de forma livre

O acordo visa agilizar os mecanismos de concessão de vistos, sobretudo para empresários, académicos e investigadores de diferentes áreas do conhecimento, desportistas de alta competição, agentes culturais e cidadãos com necessidade de tratamento médico.

Os dois países já assinaram um acordo de supressão de vistos em passaportes diplomáticos e de serviço, ainda em vigor. Angola e China assinaram, em 2010, uma parceria estratégica e estão a celebrar 35 anos de relações diplomáticas.

Os termos do acordo de supressão de vistos em passaportes ordinários devem ser anunciados no final das conversações e da assinatura do instrumento jurídico de cooperação neste domínio, segundo fonte do Ministério das Relações Exteriores ao Jornal de Angola.

Wang Yi deve ser recebido pelo Presidente da República, João Lourenço, em audiência, no Palácio da Cidade Alta, para abordar a cooperação bilateral, tendo em vista o seu reforço, anunciou o Ministério das Relações Exteriores em comunicado de imprensa.

Durante a visita do ministro chinês, equipas ministeriais dos dois países mantêm conversações oficiais dirigidas pelo ministro das Re­lações Exteriores, Manuel Augusto, e pelo homólogo chinês Wang Yi.

Em Outubro último, a atracção de mais investimento privado chinês para o mercado angolano nos sectores da agricultura, indústria, recursos humanos e da saúde esteve no foco do encontro entre o Presidente da República, João Lourenço, e o embaixador daquele país em Angola, Cui Aimin. Segundo Cui Aimin, a audiência concedida pelo Presidente da República serviu igualmente para analisar o estado da cooperação bilateral no domínio financeiro.

O diplomata chinês manifestou o interesse da parte chinesa em impulsionar a parceria existente entre os dois Estados.

No quadro da cooperação bilateral, o Governo chinês disponibilizou várias linhas de crédito a Angola através de seus bancos estatais de investimento. A primeira linha de crédito oficial chinesa para Angola data de 2002 e serviu para financiar o programa de reconstrução nacional iniciado depois da conquista definitiva da paz. JA

Mídia

voltar ao topo
SIC apresenta provas e os assassinos de apresentadora da TPA

SIC apresenta provas e os assassinos de apresentadora da TPA

Os homens envolvidos na morte da ex-apresentadora da Televisão Pública de Angola...

Apresentadora da TPA encontrada morta em Viana após rapto

Apresentadora da TPA encontrada morta em Viana após rapto

A apresentadora da Televisão Pública de Angola Beatriz Fernandes foi hoje encont...

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola proclamou, hoje, oficialmente, o M...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve