Menu
RSS

Empresas de transportes coletivos de Luanda paralisam atividade segunda-feira

Empresas de transportes coletivos de Luanda paralisam atividade segunda-feira

Trabalhadores das empresas de transportes coletivos da província de Luanda paralisam os serviços na segunda-feira, em protesto pelo atraso no pagamento das subvenções pelo Estado angolano.

A posição foi expressa pelo secretário-geral do sindicato dos trabalhadores do setor dos transportes, que reuniu representantes das empresas TCUL, TURA, SGO, MACON e membros da associação de concessionárias automóveis e oficinas.

A paralisação está prevista entre as 00:00 e 21:00 de segunda-feira (23:00 de domingo e 01:00 de segunda-feira em Lisboa), para reclamar o pagamento de subvenções pelo Estado e o aumento das tarifas.

"Nós nos debatemos com problemas sérios principalmente no caso das empresas de transportes coletivos de Luanda, têm problemas sérios, não têm capacidade do pagamento de salários dos trabalhadores", disse Daniel dos Santos, citado pela agência noticiosa angolana Angop.

Segundo o sindicalista, o Governo leva muito tempo para pagar a totalidade da bilhética, por isso há empresas que estão há oito meses sem pagar os salários dos trabalhadores, "porque a subvenção não cai".

"Quer dizer, o conflito foi identificado que não é apenas do patronato, mas também está no Governo que não cumpre com o seu dever no pagamento das subvenções", realçou.

Daniel dos Santos avançou que a situação é antiga, mas a solução para o problema parece estar ainda distante.

"Exigimos o aumento da tarifa, que é o problema principal, o pagamento das subvenções para que possa haver equilíbrio entre o patronato e os trabalhadores, porque quem vai trabalhar espera uma contrapartida e isto não tem acontecido", salientou.

..
..
back to top

Recomendamos