Menu

João Lourenço exonera comandante da polícia nacional e chefe da secreta militar

Em cerca dois meses de governação, João Lourenço mexeu em praticamente todas as administrações que herdou

O Presidente angolano exonerou esta segunda-feira o comandante-geral da Polícia Nacional, Ambrósio de Lemos, e o chefe da secreta militar, general António José Maria. Para os mesmos lugares nomeou, respetivamente, o comissário-geral Alfredo Mingas e o general Apolinário José Pereira.

A informação foi divulgada hoje pela Casa Civil do Presidente da República, em comunicado à imprensa, adiantando que na exoneração do chefe do Serviço de Inteligência e de Segurança Militar, o chefe de Estado, João Lourenço, auscultou previamente o Conselho de Segurança Nacional.

Em 50 dias de governação, João Lourenço mexeu em praticamente todas as administrações que herdou de José Eduardo dos Santos, dos petróleos aos diamantes, passando ainda por todas as empresas públicas de comunicação social e bancos estatais. Na quarta-feira passada, a razia chegou aos filhos do antigo chefe de Estado angolano.

.
.
.
.
back to top

Recomendamos