Menu
RSS

Caravana de tanques vista nos arredores da capital do Zimbabué

Caravana de tanques vista nos arredores da capital do Zimbabué

Uma caravana de tanques foi vista hoje numa das principais vias dos arredores da capital zimbabueana, Harare, um dia depois do chefe das forças armadas ter alertado o Presidente para a possibilidade de uma intervenção dos militares.

"Vi um longo comboio de veículos militares, incluindo tanques (...) Não sei para onde se dirigiam", declarou à agência France Presse (AFP) uma vendedora de fruta perto do centro comercial Westgate, a cerca de 10 quilómetros do centro da capital, que não quis ser identificada. Uma segunda testemunha confirmou à AFP ter visto a caravana.

A agência noticiosa norte-americana Associated Press também noticiou ter visto três tanques com vários soldados numa caravana numa estrada em direção a um quartel junto a Harare.

Na segunda-feira, o comandante das forças armadas, general Constantino Chiwenga, criticou a demissão na semana anterior do vice-presidente do Zimbabué, Emmerson Mnangagwa, e alertou que os militares poderiam "intervir" se a "purga" não acabasse no partido presidencial, o Zanu-PF, no poder desde a independência em 1980.

O presidente Robert Mugabe demitiu Mnangagwa, visto durante muito tempo como delfim do chefe de Estado, acusando-o de conspirar para assumir o poder e cerca de 100 altos funcionários que alegadamente apoiam o ex-vice-presidente foram identificados para medidas disciplinares por uma fação associada à mulher de Mugabe.

Apesar da sua idade e da sua saúde frágil, Mugabe foi designado pela Zanu-PF como candidato às presidenciais de 2018.

Observadores chamam a atenção para os esforços cada vez mais ofensivos de Grace Mugabe, 52 anos, para se aproximar do poder.

O Zanu-PF tem um congresso marcado para dezembro no qual Grace Mugabe poderá ser nomeada para um dos dois cargos de vice-presidente que se encontram por preencher.

.
.
.
.
back to top

Recomendamos