Menu
RSS

Há, ou não há batotas nas vitórias do MPLA. 2º Capítulo

Há, ou não há batotas nas vitórias do MPLA. 2º Capítulo

As vitórias do MPLA através das eleições têm sido resultado de batotas? Os acordos de Bicesse assinados entre o MPLA e a UNITA em 1991, permitiram com que houvesse uma transição... e foram lançadas as bases para democratização do país, mas se a UNITA que em "todos lugares" se assumia como apologista da democracia, mas a sua campanha eleitoral revelou que a UNITA não era o que dizia ser, além da campanha eleitoral, não houve uma unificação das forças armadas no verdadeiro sentido da palavra... houve sim uma unificação parcial, pois uma parte muito significativa do contingente militar da UNITA não foi nem unificada e nem desmobilizada, quer dizer a UNITA continuo com seu exercito. A questão que se coloca é, se a UNITA defendia a democracia e nessa democracia que se presume que defendia orienta que só se deve chegar ao poder através das eleições, porque a UNITA se negou a fazer uma unificação total das suas forças armadas com as FAPLA?

Por Manuel Tandu  

Mas há um dado muito interessante nestas eleições de 1992… A UNITA antes das eleições de 1992 tinha uma base de apoio… Pois antes de 1992, tiveram ocorrido actos que de certa forma fizeram com que houvesse um certo distanciamento de muitas pessoas à MPLA... principalmente em Luanda... Mas o líder da UNITA fez com que estes contestatários voltassem a ser pró MPLA. Pois os contestatários já olhavam para UNITA como uma alternativa, mas estando o líder da UNITA em Luanda no acto da campanha eleitoral, o discurso belicista que usava fez com que estes contestatários do MPLA voltassem a ser pró MPLA. Pois o líder da UNITA em plena campanha eleitoral aparecia armado, rodeado de militares armados até aos dentes, e o mesmo se a gabava que tinha um exército, enfim os contestatários do MPLA que não eram poucos... ao ouvirem esse discurso belicista e notarem a presença de militares armados até aos dentes ao redor do Savimbi, deixaram de olhar a UNITA como uma alternativa.

E acabaram por penalizar a UNITA nas urnas. O erro do Jonas Savimbi foi não saber aproveitar a situação que reinavam no seio do MPLA... Pois os actos do Savimbi na campanha eleitoral e após as eleições de 1992, tornarão o MPLA mais coeso ainda. O dr. Savimbi devido a sua arrogância e por não saber fazer uma leitura correcta dos sinais do tempo, acabou por unir o MPLA... Na vertente futebolística o erro que Savimbi cometeu antes das eleições de 1992. É o mesmo erro que cometeu o Jorge Jesus no Sporting, quer dizer o Sporting só não venceu a primeira liga de 2015-2016, porque o Jorge Jesus em cada seu pronunciamento, usava um discurso que unificava cada vez mais o Benfica. Pois o Benfica mesmo tendo bons jogadores, mas não havia coesão interna no Benfica e o Jorge Jesus acabou por unir o Benfica e fez com que o Benfica vencesse uma liga que o Sporting tinha tudo para puder vencer.

O Jorge Jesus depois de unificar e fazer com que o Benfica vencesse a primeira liga de 2015-2016, a desculpa que usou para justificar o seu desaire como treinador do Sporting foi dizer que os árbitros eram pagos pelo Benfica para manipularem os resultados, mas na realidade o desaire do Sporting na primeira liga de 2015-2016, foi originado pelo próprio Jorge Jesus, pois os pronunciamentos do mesmo acabaram por unir o balneário do Benfica. O dr. Savimbi também acusou a "arbitragem", "os apanha bolas", os jornalistas… de favorecerem o MPLA, mas na realidade não foi a "arbitragem", "os apanha bolas", os jornalistas… que "favoreceram" o MPLA, foi o próprio Jonas Savimbi, pois o seu discurso belicista e a presença constantemente de militares armados até aos dentes… fizeram com que os indecisos, os contra, os contestatários voltassem a depositar confiança no MPLA... a UNITA perde as eleições de 1992, não porque tivera havido fraude ou batota, mas porque o próprio líder da UNITA tivera se assumido mais como um militante do MPLA do que da UNITA. Pois o discurso do mesmo em vez de atrair os eleitores em volta de si as repelia.

No Livro "Angola - a cultura do medo" de Carlos Albuquerque, publicado em Junho de 2002. O escritor Carlos Albuquerque faz uma retrospectiva sobre as eleições em Angola em Setembro de 1992. E expõem um dado que é uma das provas que prova que o líder da UNITA tivera sido o causador da derrota da UNITA nas eleições de 1992, ao narrar  o seguinte: A 16 de Junho de 1993, o então ministro da Justiça de Angola, Paulo Tchipilica (dissidente da UNITA), foi ouvido pela Comissão de Negócios Estrangeiros da Assembleia da República Portuguesa, a propósito do recomeço da guerra no seu país. Disse ele, a dado passo das suas declarações, em arquivo no Parlamento de Lisboa: "O dr. Savimbi nunca soube gerir uma situação de vantagem. Quando foi da outorga dos Acordos de Bicesse, o dr. Savimbi estava com 90% do controlo da situação em Angola. Mesmo os homens do MPLA queriam mudança. Mas depois, disseram: Mas que discurso? E se há alguém que tivesse derrotado, efectivamente, a UNITA, esse alguém foi o dr. Savimbi, que conduziu uma campanha desastrosa, desastradíssima. Como é que alguém que, na verdade, pretendia ser chefe de Estado, em reuniões, em comícios, etc., veio a dizer que tinha exército? E mais: o povo Angolano realmente rejeitou e arrepiou caminho, quando o dr. Savimbi veio das matas. É que, se soubesse, apenas, gerir o silêncio, ele tinha engolido, um por um, desde o próprio José Eduardo dos Santos até ao cidadão mais anónimo. Mas não, andou mal — e talvez para bem do próprio MPLA! Eu, até cheguei a dizer ao dr. Savimbi: o senhor tem sido o militante número um do próprio MPLA, o senhor só faz o jogo do MPLA". E "Políticos, diplomatas e homens de negócios, norte-americanos e portugueses, estavam já a aconselhar a UNITA a mudar o comportamento, e o seu presidente a alterar a imagem e a amenizar os discursos. Jonas Savimbi foi indiferente a tudo e a todos, prosseguindo a marcha para a conquista do poder, como se continuasse na guerrilha, fixando-se à ideia de que os Angolanos escolhê-lo-iam e à UNITA, certamente…", A UNITA assumia uma postura guerrilheiro-militarista e não chegou a entrar na luta política nas eleições de 1992…

E numa grande entrevista concedida ao jornal i no dia 9 de Junho de 2017, o escritor angolano José Eduardo Agualusa, tivera falado sobre o seu último livro, "A Sociedade dos Sonhadores Involuntários"...

E no decorrer desta grande entrevista chegou a dizer o seguinte: "... Nas zonas da UNITA, que eu visitei durante a guerra como jornalista, não havia nem sombra de democracia. Eu preferia ter sido governado pelo José Eduardo dos Santos do que pelo Savimbi. Não tenho a menor dúvida a esse respeito. Não acho que Savimbi tivesse dado melhor presidente que José Eduardo dos Santos... ". Esta afirmação é de alguém que não tem nenhuma ligação com MPLA, O Jornalista e escritor José Eduardo Agualusa nesta entrevista ao jornal i deu mais uma prova que prova que o dr. Savimbi nunca chegou a ser um democrata. Por isso os próprios aliados da UNITA ao se perceberem que o dr. Savimbi não se tinha desapaixonado do marxismo que desde a sua juventude sempre defendeu, então deixaram-lhe...

Após os acordos de Luena, se passaram seis anos depois houveram as eleições de 2008, em função dos actos do após as eleições de 1992, era um facto concreto que a UNITA perderia… e isso acabou por se confirmar. O MPLA vence as eleições de 2008, porque para o eleitor o MPLA era o pacificador e a UNITA era o belicista, quer dizer o eleitor entendeu que votando no MPLA votava para a manutenção da paz, pois o MPLA transmitia essa confiança. Os eleitores penalizaram a UNITA nas eleições de 2008, devido aos actos do após as eleições de 1992. Não houver batota. O MPLA venceu estas eleições pois o eleitor olhou para o MPLA como o pacificador e a UNITA como o belicista.

Nas eleições de 2012, em função do tempo de paz que já se vivia no país, a UNITA passou a reconquista o eleitorado, quer dizer quanto mais anos de paz o país vai tendo e enquanto a UNITA continuar fazer um discurso mais pacifista continuará a ter mais eleitores a se reverem na sua causa. Mas nesta altura havia o bum do preço do petróleo, e a situação económica e social do país estava "equilibrada". Mas já havia alguma contestação… ao nível da UNITA tivera havido renúncias de peso, caso da saída do dr. Abel Chivukuvuku que depois construiu a Casa, juntamente com outros… o surgimento dessa formação politica acabou por prejudicar a UNITA, pois se apresentou como uma alternativa. O surgimento da CASA-CE acabou também por influenciar o resultado que a UNITA teve nas eleições de 2012. Alem disso o próprio dr. Samakuva não era de facto um presidente que reunia consensos no seio dos manos, prova disso são as renúncias de quadros de pesos pesados na UNITA. Antes destas eleições o próprio dr. Samakuva induziu os eleitores a se absterem, pois o mesmo apelou aos leitores para que boicotasse estas eleições, mas depois a UNITA participa nestas mesmas eleições… Esse todo cenário acabou por ter uma palavra no resultado da UNITA nas eleições de 2012.

Enfim não se pode afirmar categoricamente que as eleições de 2012, foram vencidas pelo MPLA, porque houve batota, pois estas eleições foram vencidas pelo MPLA pois a própria conjuntura permitiu para que o MPLA vencesse. Mas quanto mais anos de paz o país vai tendo e se a UNITA continuar a fazer um discurso mais pacifista continuará a ter mais eleitores a se reverem na sua causa. A CASA-CE também deve ser tida em conta. Mas o MPLA responde este problema com o "melhorar o que está bem e com o corrigir o que está mal"… Mas quanto mais anos de paz o país vai tendo e se a UNITA e CASA-CE primarem num discurso mais pacifista continuaram a ter mais eleitores a se reverem nos seus ideais… por isso o "melhorar o que está bem e o corrigir o que está mal", a sua materialização é irreversível…

Mídia

voltar ao topo
Apresentadora da TPA encontrada morta em Viana após rapto

Apresentadora da TPA encontrada morta em Viana após rapto

A apresentadora da Televisão Pública de Angola Beatriz Fernandes foi hoje encont...

Medo do MPLA: Oposição obteve maioria na Assembleia Nacional

Medo do MPLA: Oposição obteve maioria na Assembleia Nacional

O pleito eleitoral de 23 de Agosto 2017 acabou na lógica de “tudo muda sem nada ...

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola proclamou, hoje, oficialmente, o M...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve