Menu
RSS

Federação angolana ameaça irradiar árbitros e dirigentes corruptos

Artur Almeida e Silva, presidente da FAF Artur Almeida e Silva, presidente da FAF

A Federação Angolana de Futebol (FAF) prometeu irradiar árbitros e dirigentes que optarem por uma conduta que manche o futebol daquele país, afirmou, no Lubango, o seu presidente, Artur Almeida e Silva.

O dirigente, que falava aos jornalistas após uma visita de trabalho à Huíla, admitiu que a arbitragem angolana melhorou e que as punições aos infratores têm desaconselhado a práticas menos boas.

“Estamos a fazer um trabalho com a arbitragem que está a surtir os seus efeitos. É claro que encontramos alguns vícios desfavoráveis para o futebol, quer de dirigentes, como de outras pessoas que intervêm diretamente na modalidade”, frisou.

Artur Almeida aconselhou ainda os agentes desportivos a olharem para o “aspeto positivo da verdade desportiva, para que todos saiam a ganhar”.

“Aqueles que persistirem em atitudes que lesam o futebol serão suspensos e até irradiados do futebol. Estamos a falar de dirigentes, árbitros, quem quer que seja que cometa os mesmos erros do passado, por isso, acho que estamos no bom caminho”, reiterou.

Artur Almeida e Silva mencionou ainda dois casos que foram encaminhados para o tribunal, sem, no entanto, especificar de que se tratavam, e revelou nunca ter havido na história do futebol de Angola tantos árbitros castigados como no seu mandato. (ANGOP)

.
..
.
.
back to top

Recomendamos