Menu

Presidente de Portugal vai assistir à tomada de posse de João Lourenço

Presidente de Portugal vai assistir à tomada de posse de João Lourenço

Novo Presidente de Angola toma posse no dia 26. O governo será representado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros

Marcelo Rebelo de Sousa vai na próxima semana a Luanda assistir à tomada de posse do novo Presidente da República de Angola, João Lourenço, marcada para terça-feira, dia 26. Embora o cargo tenha a mesma designação nos dois países, em Angola o regime é presidencialista (o chefe de Estado preside também ao Governo), o que não acontece em Portugal, pelo que a representação do país podia ser feita tanto pelo Presidente da República como pelo primeiro-ministro.

No entanto, António Costa não estará presente. O primeiro-ministro está esta semana em Nova Iorque, onde participa na 72.ª Assembleia Geral das Nações Unidas, fazendo na quarta-feira um discurso em defesa do desenvolvimento sustentável e do combate global às alterações climáticas. A posse de João Lourenço chegou a ser anunciada para dia 20, exactamente o dia em que o primeiro-ministro português intervém, pela primeira vez, nas Nações Unidas, mas está agora agendada para a semana seguinte.

Em Agosto, em entrevista ao Expresso, António Costa tinha declarado a vontade de ser ele a representar Portugal na tomada de posse: "Provavelmente irei à posse do próximo Presidente da República. Terei de acertar isso com o PR, mas é normal que a representação de Portugal seja feita por mim". Mas não foi o que veio a acontecer. Ao PÚBLICO, o gabinete de António Costa apenas esclareceu que o Governo se fará representar pelo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

O novo Presidente da República de Angola foi eleito a 23 de Agosto, mas os resultados definitivos só foram confirmados pela Comissão Nacional Eleitoral a 6 de Setembro, confirmando a vitória do MPLA por 61% dos votos. Um resultado contestado pelos partidos da oposição - UNITA, FNLA, PRS, APN e CASA-CE, que consideraram ter havido irregularidades na contagem dos votos e na divulgação dos resultados parciais. No entanto, a CNE considerou os protestos sem fundamento.

João Lourenço pertence ao partido que detém o poder em Angola desde a sua independência e sucede a José Eduardo dos Santos, que depois de 37 anos, não se recandidatou. Será a partir de dia 26 o Presidente emérito, um cargo criado depois de dos Santos anunciar que não se recandidataria.

Publico

Mídia

voltar ao topo
Medo do MPLA: Oposição obteve maioria na Assembleia Nacional

Medo do MPLA: Oposição obteve maioria na Assembleia Nacional

O pleito eleitoral de 23 de Agosto 2017 acabou na lógica de “tudo muda sem nada ...

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola proclamou, hoje, oficialmente, o M...

Reclusas no Kwanza Sul denunciam que são obrigadas a fazer sexo em troca da amnistia

Reclusas no Kwanza Sul denunciam que são obrigadas a fazer sexo em troca da amni…

Após a divulgação de imagens que mostram a falta de água e de alimentação em vár...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve