Menu

TC chumba pedido do PRS contra os resultados eleitorais

TC chumba pedido do PRS contra os resultados eleitorais

O Tribunal Constitucional de Angola considerou hoje improcedente o recurso apresentado pelo Partido de Renovação Social (PRS), concorrente às eleições gerais de 23 de agosto, sobre alegadas irregularidades na votação e contagem de boletins.

O acórdão do Tribunal Constitucional hoje proferido refere que o recorrente não formulou um pedido ou pedidos específicos, limitando-se a uma conclusão genérica em que solicita ao "Tribunal Constitucional nas vestes de Tribunal Eleitoral, o tratamento conveniente da matéria", não apresentando qualquer "pedido de anulação da votação em mesa ou assembleia de voto ou de qualquer ato de apuramento provisório ou definitivo".

No seu requerimento, o PRS, a quarta formação política concorrente mais votada, tendo obtido 92.222 votos (1,35%) e dois assentos parlamentares nestas eleições gerais angolanas, distribuiu as suas reclamações em 12 pontos, alegando que foram prejudicados, de acordo com a sua contagem paralela, em 17.212 votos, que lhe daria um mandato nos círculos eleitorais da Lunda Norte e da Lunda Sul.

O recurso do PRS submetido ao tribunal foi sustentado por três anexos, que continham documentação diversa, incluindo várias atas sínteses e 8.242 atas de operações eleitorais das mesas das assembleias de voto.

O tribunal apreciou que das 8.247 atas entregues dos círculos eleitorais descritos, apenas 644 encontravam-se rasuradas e 44 duplicadas, sendo em ambos os casos, atas insuscetíveis de serem validadas.

O acórdão do tribunal sublinha ainda que a junção aos autos, "com fortes indícios de falsificação, nomeadamente, de atas de operações eleitorais com o propósito de buscar vantagem eleitoral injustificada, constitui infração eleitoral e criminal (conforme artigo 203º da LOGG), pelo que será lavrada a respetiva certidão, dando-se conhecimento ao Ministério Público para os devidos efeitos legais".

Por seu turno, a Comissão Nacional Eleitoral (CNE) também contestou o pedido, considerando que os argumentos do recorrente "configuram atos de denúncia caluniosa e de litigância de má-fé".

Em entrevista à VOA há momentos, o presidente do PRS, Benedito Daniel disse que já esperava pela decisão e garantiu que o partido não vai reconhecer os resultados eleitorais. Quanto ao posicionamento do partido, Daniel remeteu-o para a próxima reunião da direcção do partido.

Angola realizou eleições gerais a 23 de agosto, tendo os resultados definitivos, divulgados pela CNE confirmado vitória do partido Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), com 61,07% dos votos e a eleição de João Lourenço a Presidente da República.

Entretanto, estes resultados têm sido sujeitos a reclamações de outras forças concorrentes - União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE) e Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA) - que igualmente interpuseram recurso ao Tribunal Constitucional.

 

Mídia

voltar ao topo
Apresentadora da TPA encontrada morta em Viana após rapto

Apresentadora da TPA encontrada morta em Viana após rapto

A apresentadora da Televisão Pública de Angola Beatriz Fernandes foi hoje encont...

Medo do MPLA: Oposição obteve maioria na Assembleia Nacional

Medo do MPLA: Oposição obteve maioria na Assembleia Nacional

O pleito eleitoral de 23 de Agosto 2017 acabou na lógica de “tudo muda sem nada ...

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola proclamou, hoje, oficialmente, o M...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve