Menu

BPC com prejuízos de quase USD 177 milhões em 2016

BPC com prejuízos de quase USD 177 milhões em 2016

O Banco de Poupança e Crédito (BPC), detido pelo Estado e em reestruturação, fechou 2016 com um prejuízo de Kz 29,5 mil milhões (USD 177 milhões), informou hoje à Lusa a instituição.

As contas do banco, o maior do país e em processo de reestruturação devido à elevada carteira de crédito malparado, superior a 1,2 mil milhões de euros, foram aprovadas em assembleia-geral na terça-feira e contrastam com o resultado positivo em 8,3 mil milhões de kwanzas em 2015.

Na informação enviada à Lusa, o BPC justifica o resultado líquido negativo com as "decisões assumidas pelo actual conselho de administração", de constituir 72,7 mil milhões de kwanzas para "imparidades e provisões" do exercício de 2016.

Ou seja, reflectindo nas contas uma perda potencial ou efectiva de quase 400 milhões de euros em créditos concedidos anteriormente.

"Esta iniciativa será reforçada em 2017, com o intuito de assegurar o saneamento efectivo da carteira de crédito do banco e atingir um rácio de transformação abaixo dos 70,0%", refere ainda o BPC, liderado desde Março por Ricardo D'Abreu (presidente do conselho de administração), antigo vice-governador do Banco Nacional de Angola

Esta medida foi acompanhada de um reforço dos fundos próprios do banco pelos accionistas, em 26,9%, face a 2015, passando para 171,9 mil milhões de kwanzas, enquanto os custos administrativos aumentaram num ano 38,5%, para 67,5 mil milhões de kwanzas.

Em 2015, o BPC tinha 406 agências em todo o país, com 5.354 trabalhadores, números que subiram, respectivamente, para 443 e 5.530 até final do ano seguinte.

O Estado angolano é accionista do BPC, através do Ministério das Finanças (75%), do Instituto Nacional de Segurança Social (15%) e da Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas (10%), que suportaram na proporção da sua participação o financiamento do aumento de capital do banco.

"O banco vive um momento muito particular da sua história. Queremos sanear e reestruturar o BPC. Vamos fazê-lo para que o banco sirva convenientemente o Estado, seu único accionista", disse em Outubro passado o ministro das Finanças, Archer Mangueira.

O plano de recapitalização do banco, recorda a instituição, envolve várias ações que "visam assegurar a manutenção de uma posição financeira sólida e de um nível de rendibilidade sustentável e adequado ao perfil de risco do BPC".

Nomeadamente o aumento do capital social por subscrição de acções ordinárias pelos accionistas, no montante de 90 mil milhões de kwanzas (485,5 milhões de euros) e com a venda da carteira de saneamento (crédito malparado) à Recredit - espécie de "banco mau' criado pelo Estado para gerir os activos de cobrança duvidosa da banca angolana - efectuada neste caso por contrapartida de Obrigações do Tesouro no valor de 231 mil milhões de kwanzas (1.240 milhões de euros).

Envolve ainda a emissão de instrumentos de dívida subordinada convertível elegíveis para fundos próprios base no valor global de 72 mil milhões de kwanzas

"A utilização de fundos públicos é razão mais do que determinante para que o actual conselho de administração encare esta situação como um desafio a vencer, em nome de todos os angolanos", conclui o banco, na mesma informação.

LUSA

Modificado emquarta, 31 maio 2017 17:47

Mídia

voltar ao topo
Medo do MPLA: Oposição obteve maioria na Assembleia Nacional

Medo do MPLA: Oposição obteve maioria na Assembleia Nacional

O pleito eleitoral de 23 de Agosto 2017 acabou na lógica de “tudo muda sem nada ...

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola proclamou, hoje, oficialmente, o M...

Reclusas no Kwanza Sul denunciam que são obrigadas a fazer sexo em troca da amnistia

Reclusas no Kwanza Sul denunciam que são obrigadas a fazer sexo em troca da amni…

Após a divulgação de imagens que mostram a falta de água e de alimentação em vár...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve