Menu

Registo eleitoral é transparente - Bornito de Sousa

Registo eleitoral é transparente - Bornito de Sousa

O ministro da Administração do Território assegurou ontem em Luanda que o Executivo está empenhado para que o processo de actualização de registo seja o mais transparente possível.

Bornito de Sousa, que falava durante um pequeno-almoço com jornalistas e membros da sociedade civil, deu essa garantia em função de acusações de alguns partidos da oposição segundo as quais não tem havido transparência no processo.

O ministro defendeu a criação de espaços de diálogo e tolerância mútua para o êxito no processo. “Vamos fazer de tudo para que o processo seja o mais transparente possível e esteja aberto ao escrutínio, à critica construtiva e opinião dos partidos”, afirmou Bornito de Sousa, revelando que, até ontem, mais de dois milhões e meio de cidadãos tinham feito a prova de vida. Confirmou, para o final deste mês, o início do processo de emissão de segunda via do cartão de eleitor e a realização de novos registos dos cidadãos que completam 18 anos até à data das eleições.

Ao justificar a necessidade da actualização do registo eleitoral, Bornito de Sousa informou que o Executivo só vai remeter à Comissão Nacional Eleitoral as listas dos cidadãos que fisicamente provarem que estão presentes e é em função dessa lista que a CNE vai elaborar os cadernos eleitorais. “A Lei esclarece que a lista de cidadãos maiores que será remetida à CNE não incluirá os cidadãos que não aparecerem a fazer a prova de vida”, disse o ministro, esclarecendo, no entanto, que quem não fizer prova de vida não significa que vai ser dado como morto. “Só é dado como morta a pessoa de quem, legalmente, forem feitas as provas de que faleceu”, frisou.

Bornito de Sousa reconheceu que muitas denúncias feitas pelos partidos políticos são verdadeiras e que o Ministério da Administração do Território tem estimulado que sempre que houver indícios de irregularidade sejam comunicados aos órgãos locais. O ministro sublinhou, no entanto, que algumas denúncias não fazem sentido. O Executivo tem encorajado os partidos políticos a denunciarem as falhas do processo para serem corrigidas.

Bornito de Sousa falou também da emissão do bilhete de identidade e informou que o Ministério da Justiça indicou que estavam criadas as condições para o relançamento do processo de emissão do bilhete de identidade.

Lei do Registo

O ministro pronunciou-se igualmente sobre o facto de os partidos terem intentado uma acção no Tribunal Constitucional pedindo que se verifique a constitucionalidade de algumas disposições da Lei do Registo Eleitoral Oficioso. Bornito de Sousa entende que este é um assunto que deve ser resolvido pelo Tribunal, mas deixou claro que o Ministério da Administração do Território defende que o processo de eleições tem vários intervenientes. O ministro citou alguns exemplos para refutar a ideia segundo a qual tudo o que é eleições é da competência da CNE, pois não encontra suporte na lei. “Quem convoca as eleições não é a CNE, mas sim o Presidente da República. Quem confirma se um candidato está em condições de ser elegível é o Tribunal Constitucional. Quem atribui os fundos para os partidos e os candidatos não é a CNE mas sim o Executivo, através do Orçamento”, realçou.

O director nacional para as Tecnologias e Apoio aos Processos Eleitorais, António de Lemos, explicou que para o processo ser mais abrangente, o Ministério da Administração do Território formou cerca de 4.605 operadores. Quanto à produtividade do registo, a província de Luanda está em primeiro lugar, seguida pelo Huambo, Benguela, Cuanza Sul, Huíla, Uíge, Malanje e Bié. Quanto ao credenciamento dos fiscais dos partidos políticos, foram credenciados 6.337, dos quais 1.831 do MPLA, 1.521 da UNITA e 1.163 da CASA-CE. O PRS credenciou 679 fiscais, a FNLA 646, a APN 319, o PDP-ANA 141 e o Bloco Democrático 37.

 

Mídia

voltar ao topo
Medo do MPLA: Oposição obteve maioria na Assembleia Nacional

Medo do MPLA: Oposição obteve maioria na Assembleia Nacional

O pleito eleitoral de 23 de Agosto 2017 acabou na lógica de “tudo muda sem nada ...

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

CNE proclama MPLA vencedor das eleições gerais 2017

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola proclamou, hoje, oficialmente, o M...

Reclusas no Kwanza Sul denunciam que são obrigadas a fazer sexo em troca da amnistia

Reclusas no Kwanza Sul denunciam que são obrigadas a fazer sexo em troca da amni…

Após a divulgação de imagens que mostram a falta de água e de alimentação em vár...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve