Menu

Empresa de transportes públicos de Luanda recebe 240 autocarros

Empresa de transportes públicos de Luanda recebe 240 autocarros

A província de Luanda vai receber 240 dos mais de 900 autocarros que o Governo angolano encomendou ao abrigo de uma linha de crédito concedida pela China, foi hoje divulgado.

De acordo com fonte do Instituto Nacional de Transportes Rodoviários de Angola, estes 240 autocarros serão entregues à empresa pública Transporte Coletivo Urbano de Luanda (TCUL), para reforço do sistema de transportes da capital, e os restantes distribuídos pelas províncias.

A entrega dos autocarros está prevista para o primeiro semestre deste ano, de acordo com informação anterior do Ministério dos Transportes angolano.

Desde 2015 que está em curso um projeto de mais de 200 milhões de euros para a construção de uma rodovia para transportes públicos entre a periferia e o centro de Luanda, província que conta quase sete milhões de habitantes.

É o caso da empreitada de construção dos corredores de infraestruturas de transporte público (BRT), fase 02, que servirá a província de Luanda, visando "garantir a melhoria da qualidade de vida", segundo o Governo.

A brasileira Odebrecht foi mesmo contratada para esta empreitada de construção, por 202,6 milhões de dólares (190 milhões de euros).

O Governo prevê implantar na capital angolana vias exclusivas, de mais de 32 quilómetros de extensão, para funcionar num sistema de transporte público de alta capacidade, necessitando para tal dos novos autocarros a adquirir à China, do tipo regular, articulados e biarticulados.

Trata-se de um sistema de transportes de massa, que vai consignar um corredor que liga a estalagem, no município de Viana, na via expressa Luanda-Viana, ao estádio 11 de Novembro, desenvolvendo-se ao longo da estrada periférica de Luanda, desembocando pelo Lar do Patriota até à estrada Futungo II.

O projeto visa facilitar a mobilidade rodoviária, prevendo-se que o futuro sistema transporte cerca de 45 mil passageiros por hora e por direção, prevendo-se a construção, ao longo da extensão daquela via, de 28 estações.

A Lusa noticiou a 20 de setembro último que o Governo angolano vai comprar, através do Ministério dos Transportes, para vários fins, quase 4.500 viaturas, inclusive autocarros para transporte escolar para reduzir o absentismo dos alunos, num investimento público de 735 milhões de euros.

A informação consta de três diferentes despachos assinados pelo Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, com data de 15 de setembro e aos quais a Lusa teve na altura acesso, autorizando os respetivos contratos para aquisição das viaturas, ligeiras e pesadas, que globalmente ascendem ao equivalente a 783 milhões de dólares.

O primeiro desses contratos prevê a compra à empresa ASPERBRAS de 1.500 autocarros para transporte escolar, por 383,5 milhões de dólares (362,2 milhões de euros). A medida visa "implantar o conceito de transporte escolar com prioridade para os estudantes e reduzir os índices de absentismo nas escolas", lê-se no respetivo despacho.

O segundo autoriza a compra à Amer-Com Corporation de 1.272 viaturas para "ampliar a oferta de serviços de transportes de passageiros e de mercadorias e apoiar a atividade produtiva", num negócio de 191,5 milhões de dólares (180 milhões de euros).

Por último, o terceiro despacho autoriza, igualmente o Ministério dos Transportes, a comprar também à Amer-Com Corporation 1.700 viaturas, por 208,3 milhões de dólares (195,8 milhões de euros), "para concluir o plano de reposição e distribuição dos meios que foram destruídos pela ação da guerra e que se encontravam ao serviço do Estado".

LUSA

Modificado emterça, 18 abril 2017 01:11

Mídia

voltar ao topo
Votar em consciência sem esquecer promessas de 2012

Votar em consciência sem esquecer promessas de 2012

O cidadão angolano, no dia 23 de Agosto de 2017, vai lançar âncora ao estipulado...

Estratégias de manipulação das massas

Estratégias de manipulação das massas

As opiniões que você tanto defende e argumenta são realmente suas? Não é de hoje...

Banco Barclays recusa fortunas dos governantes e altas patentes do regime angolano

Banco Barclays recusa fortunas dos governantes e altas patentes do regime angola…

O Barclays está a fechar as portas às fortunas dos angolanos. Depois do fim do v...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve