Menu
RSS

Banco de Portugal vai investigar actuação do BCP no caso de Manuel Vicente

Banco de Portugal vai investigar actuação do BCP no caso de Manuel Vicente

O Banco de Portugal (BdP) vai investigar a não comunicação às autoridades de operações suspeitas de branqueamento de capitais do ex-vice presidente da República de Angola, Manuel Vicente, que o ex-procurador Orlando Figueira quis denunciar, mas que terão sido travadas pelo Millennium BCP.

O Jornal Económico sabe que o supervisor financeiro pretende apurar se houve incumprimento do dever de comunicação por parte da instituição liderada por Nuno Amado.

As operações suspeitas de branqueamento não comunicadas à Justiça estão na mira do BdP após uma investigação da TVI, que revelou, no início desta semana, uma auditoria feita pelo BCP que prova que terá sido o próprio banco a travar suspeitas, denunciadas pelo antigo magistrado, Orlando Figueira, arguido na Operação Fizz, quando esteve a trabalhar no departamento de Compliance, que controla e analisa movimentações financeiras.

O Jornal Económico questionou o BdP se o supervisor equaciona abrir uma investigação ao incumprimento deste dever de comunicação no caso destas operações suspeitas. Em resposta, fonte oficial do supervisor financeiro assegurou: “Ao Banco de Portugal compete, sempre que detete operações suspeitas que não tenham sido devidamente comunicadas pelas instituições de crédito à Unidade de Informação Financeira da Polícia Judiciária e à Procuradoria Geral da República, investigar e, sendo o caso, sancionar essa eventual violação do dever de comunicação”. VE

..
..
back to top

Recomendamos