Menu

Tribunal de Luanda prevê penas pesadas aos acusados do assassinato dos cidadãos chineses

Tribunal de Luanda prevê penas pesadas aos acusados do assassinato dos cidadãos chineses

Homicídio qualificado, ocultação de cadáver, burla, roubo qualificado, chantagem, tráfico de bens roubados e burla por fraude são os crimes que pesam sobre os 14 acusados do assassinato dos quatro cidadãos chineses, no ano passado, no bairro Benfica, em Luanda.

Os crimes foram mencionados na segunda-feira pelo Ministério Público durante a leitura da acusação, que decorreu na primeira sessão de julgamento dos 14 réus no Tribunal Provincial de Luanda.

A primeira sessão de julgamento foi ainda marcada com a apresentação dos advogados de defesa, defensores oficiosos para os que não constituíram advogados e o interrogatório do primeiro réu, o sargento da Marinha de Guerra Angolana, Severino Catchinjongo.

Durante o interrogatório que durou quatro horas, Severino Catchinjongo contradisse-se várias vezes. O comparsa, que empunhava a arma contra os chineses para os intimidar, confessou ter participado na morte dos quatro.

O sargento da Marinha de Guerra Angolana confessou que no dia do crime estava fardado e tinha uma pistola, que, segundo o mesmo, não disparava. “Era apenas para ameaçar e não para matar”, disse. Interrogado por um dos representantes do Ministério Público sobre a posse da pistola fora da Unidade Militar, Severino Catchinjongo respondeu que o objectivo era intimidar os bandidos no seu bairro.

O Ministério Público afirma ter em sua posse as provas materiais do crime, tendo como base os relatórios de criminalística, amostras biológicas, relatório de reconstituição dos factos, peritagem de mensagens e chamadas, além de uma espingarda, quatro bonés e crachás, dentre outros.

O crime ocorreu no ano passado na comuna do Benfica, município de Belas, quando as vítimas foram atraídas pelo cidadão identificado por Nataniel Mingas, considerado o mandante do crime, para a compra de uma parcela de terra de dois hectares e 400 metros, localizada na via expressa. A Polícia Nacional deteve oito homens supostamente envolvidos na execução. Os corpos dos chineses foram descobertos por populares e os acusados detidos depois de um aturado trabalho de investigação da Polícia Nacional. O julgamento  prossegue hoje com interrogações aos réus.

JA

 

Mídia

voltar ao topo
Governo angolano avisa que acusação a Manuel Vicente ameaça relações com Portugal

Governo angolano avisa que acusação a Manuel Vicente ameaça relações com Portuga…

O Governo angolano classificou esta sexta-feira como "inamistosa e despropositad...

Futuro PR não deverá atacar pessoas ligadas a José Eduardo dos Santos - Alves da Rocha

Futuro PR não deverá atacar pessoas ligadas a José Eduardo dos Santos - Alves da…

O economista Alves da Rocha defendeu hoje que o provável futuro Presidente de An...

Banco Barclays recusa fortunas dos governantes e altas patentes do regime angolano

Banco Barclays recusa fortunas dos governantes e altas patentes do regime angola…

O Barclays está a fechar as portas às fortunas dos angolanos. Depois do fim do v...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve