Menu

Injeção de divisas pelo BNA desceu quase 30 mas garantem salários de trabalhadores expatriados

Injeção de divisas pelo BNA desceu quase 30 mas garantem salários de trabalhadores expatriados

A injeção de divisas pelo Banco Nacional de Angola (BNA) na banca comercial desceu quase 30% na última semana, para 214,7 milhões de euros, mas garantindo novamente a transferência de salários de trabalhadores expatriados.

A informação consta do relatório semanal do BNA, libertado hoje, sobre a evolução dos mercados monetário e cambial entre 19 e 23 de dezembro, e contrasta com os 302,2 milhões de euros da semana anterior.

Segundo o documento, consultado pela Lusa, as divisas disponibilizadas - mantêm-se exclusivamente em euros desde março -, em vendas diretas equivalentes a 239,9 milhões de dólares, destinaram-se sobretudo a cobrir necessidades do setor petrolífero (28,4 milhões de euros), bem como da indústria em geral (27,8 milhões de euros) e para a importação de alimentos (26,9 milhões de euros).

Para a cobertura de operações de salários de expatriados foram disponibilizados na última semana mais 26,7 milhões de euros, a quarta semana consecutiva de disponibilização de divisas para o efeito.

A taxa de câmbio média de referência de venda do mercado cambial primário, apurada ao final da última semana, permaneceu praticamente inalterada, nos 166,727 kwanzas por cada dólar e nos 186,281 kwanzas por cada euro.

Contudo, no mercado de rua, a única alternativa, embora ilegal, face à falta de divisas aos balcões dos bancos, cada dólar norte-americano custa à volta de 490 kwanzas.

Angola enfrenta uma crise financeira e económica com a forte quebra (50%) das receitas com a exportação de petróleo devido à redução da cotação internacional do barril de crude, tendo em curso várias medidas de austeridade e a revisão do Orçamento Geral do Estado de 2016.

A conjuntura nacional levou a uma forte quebra na entrada de divisas no país e a limitações no acesso a moeda estrangeira aos balcões dos bancos, dificultando as importações.

Devido ao fim de acordos com bancos estrangeiros para correspondentes bancários, a banca angolana apenas consegue comprar divisas ao BNA.

A falta de divisas dificulta ainda a transferência de salários dos trabalhadores expatriados, as necessidades dos cidadãos que precisam de fazer transferências para o pagamento de serviços médicos ou de educação no exterior do país ou que viajam para o estrangeiro.

LUSA

 

voltar ao topo
Polícia Brasileira (PF) aponta que valores para Angola com recursos do BNDES foram de US$ 3 bilhões

Polícia Brasileira (PF) aponta que valores para Angola com recursos do BNDES for…

SÃO PAULO - O delegado da Polícia Federal (PF) Filipe Hille Pace, responsável pe...

Analistas esperam que José Eduardo dos Santos só deixe presidência em 2022

Analistas esperam que José Eduardo dos Santos só deixe presidência em 2022

Angola pode estar a entrar num momento de viragem na sua história, motivado pela...

Reclusas no Kwanza Sul denunciam que são obrigadas a fazer sexo em troca da amnistia

Reclusas no Kwanza Sul denunciam que são obrigadas a fazer sexo em troca da amni…

Após a divulgação de imagens que mostram a falta de água e de alimentação em vár...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve