Menu
RSS

Rapto de cidadão indiano em Luanda termina com um dos autores morto pela polícia

Rapto de cidadão indiano em Luanda termina com um dos autores morto pela polícia

A polícia angolana anunciou hoje o resgate de um cidadão de nacionalidade indiana, raptado por um grupo de indivíduos de nacionalidade nigeriana, um dos quais foi morto em confronto com agentes do Serviço de Investigação Criminal (SIC).

A informação avançada pela polícia dá conta que a vítima foi raptada na quarta-feira passada, quando circulava numa viatura conduzida por um cidadão angolano, tendo o resgate ocorrido três dias depois.

Segundo a polícia, o rapto aconteceu por volta das 08:00, no município do Kilamba Kiaxi, quando o motorista da viatura, que foi dispensado, foi abordado pelos supostos raptores, que questionaram se a viatura estava equipada com o sistema de GPS.

Ato contínuo, o cidadão indiano foi colocado à força na viatura em que seguiam os quatro nigerianos, que no dia seguinte ligaram para a família da vítima a solicitar um resgate no valor de 150 mil dólares (128 mil euros).

De acordo com a polícia, no dia a seguir alteraram o valor para 100 milhões de kwanzas (335 mil euros) e no sábado, depois de várias negociações, chegaram a acordo em relação ao valor e local do pagamento do resgate.

"Após várias horas de negociação combinaram encontrar-se às 23:00, defronte à igreja Josafat, Avenida Pedro de Castro Van-Dúnem Loy, onde a bordo da viatura Toyota Rav-4, apreendida, ao aperceberem-se da presença dos operacionais do SIC, abriram fogo", refere a polícia.

Na troca de tiros, um dos suspeitos morreu no local, tendo o outro fugidio, vindo a ser posteriormente capturado, junto ao posto policial do Golfe I.

"De seguida a equipa seguiu para o esconderijo, de onde resgatou a vítima com vida, depois de ter sido submetida a maus tratos", indica a polícia.

Desta ação a polícia diz ter apreendido uma arma de fogo de tipo AKM e três viaturas, incluindo a da vítima.

Este caso, acontece a seguir a outro semelhante, ocorrido no dia 02 deste mês, em que foi vítima um cidadão vietnamita, igualmente resgatado pela polícia, tendo da ação da polícia resultado na morte de três dos cinco cidadãos envolvidos no sequestro.

Para o resgate do cidadão vietnamita, sequestrado na estrada da Samba, os raptores exigiram à família da vítima inicialmente 20 milhões de kwanzas (67 mil euros), que passou para cinco milhões de kwanzas (16.700 euros) e finalmente para três milhões de kwanzas (dez mil euros).

Last modified onSegunda, 16 Julho 2018 17:45
.
. =
.
.
back to top

Recomendamos