Menu
RSS

Administrador do Cazenga reconhece os problemas do município

Administrador do Município do Cazenga, Victor Nataniel Narciso Administrador do Município do Cazenga, Victor Nataniel Narciso

O administrador do município do Cazenga, Tany Narciso, reconheceu haver problemas sociais e outros a nível da circunscrição, mas acusa os jovens promotores da manifestação de desconhecerem até onde vai a responsabilidade da administração local, relativamente a algumas obras.

Falando ao Jornal de Angola um dia antes da manifestação, Tany Narciso explicou que das obras abandonadas, umas estão sob a alçada do Governo Provincial de Luanda e outras são da responsabilidade do Governo central. “Há obras que deviam ter iniciado, mas, infelizmente, isso não aconteceu.”

Segundo o administrador, os jovens que exigem a sua saída, referiu, acham que o município do Cazenga é o que apresenta o pior serviço de saúde a nível da província de Luanda. E é também o que mais receitas financeiras arrecada para os cofres do Estado, contribuição, que infelizmente não se reflecte na vida dos munícipes.

“Não abordamos a questão da manifestação por ser um direito reservado aos cidadãos”, disse, para acrescentar que não é a primeira vez que os jovens contactam a administração municipal. “Já foram recebidos por duas vezes e apresentaram os problemas mais candentes do município”, salientou.

“Como administrador, tenho imensas vezes feito referência, nos encontros municipais e não só, ao estado de abandono em que se encontra a circunscrição, sobretudo no capítulo das obras que se encontram, neste momento, todas suspensas”, pelo facto de serem financiadas pela linha de crédito do Brasil, que, entretanto está inoperante, disse.

Acrescentou que no ano passado, Cazenga beneficiou apenas de duas obras públicas e que deviam ser executadas em três anos, no caso de duas escolas.

O administrador garante que não vai abandonar o cargo, pois considera-se um soldado que depende das estruturas centrais. JA

Last modified onDomingo, 08 Abril 2018 11:42
.
..
.
.
back to top

Recomendamos