Angola 24 Horas - Administrador do Huambo detido por suspeita de crime de peculato
Menu
RSS

Administrador do Huambo detido por suspeita de crime de peculato

Administrador do Huambo detido por suspeita de crime de peculato

O administrador do município do Huambo, Victor Tchissingui, foi detido hoje, terça-feira, como resultado de uma medida de coação pessoal aplicada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), por indícios de crimes de peculato, quando exerceu o cargo de director do Gabinete de Estudos e Projectos (GEP) do Governo do Huambo, entre 2011 a 2014.

Segundo apurou à Angop de fonte do Ministério Público de que o arguido estava, até ao momento da detenção preventiva, a ser investigado, no prosseguimento da busca da verdade material sobre os 51 processos de peculato que envolvem funcionários do Governo, acusados de desvios de fundos públicos, entre eles, o administrador municipal do Longonjo, João Sérgio Raúl, que na altura dos factos exercia as funções de secretário-geral do Governo do Huambo, detido pelas mesmas circunstância a 16 de Novembro.

Antes de ser encaminhado à Cadeia do Cambiote, o actual administrador do Huambo, tinha sido constituído arguido sob termo de identidade e residência pela PGR, a 19 de Outubro.

Em breves declarações à ANGOP, o director do Estabelecimento prisional do Cambiote, superintendente prisional chefe, José Bravo Domingos, confirmou a detenção do actual administrador do município, que, também, já terá feito a triagem, de modo a se conhecer o recluso, do ponto de vista comportamental e saber como viveu na sociedade.

Além da detenção dos dois administradores municipais, a PGR deteve, a 5 de Novembro, no âmbito do mesmo processo-crime, denominado "Restos a pagar", o chefe de secção de Execução Orçamental e Contabilidade do Governo do Huambo, Claudino Sicato Fernandes Isaías.

Sob termo de identidade e residência está o ex-chefe do Departamento de Administração, Património, Informática, Gestão do Orçamento e Transportes do Governo do Huambo, Constantino de Jesus César, que exerceu a função de 2010 a 2014.

.
..
.
.
back to top

Recomendamos