Menu
RSS

MPLA desdramatiza inquérito contra dois deputados do partido

MPLA desdramatiza inquérito contra dois deputados do partido

O presidente do grupo parlamentar do MPLA, Salomão Xirimbimbi, afirmou que “o MPLA não está preocupado” com as denúncias contra dois deputados do partido da Assembleia Nacional.

O deputado esclareceu que as notificações foram feitas individualmente pela Procuradoria-Geral da República (PGR) aos visados e não ao partido.

Questionado pelo Jornal de Angola sobre a posição do partido em relação a este caso, Salomão Xirimibimbi esclareceu que o grupo parlamentar só podia tomar uma posição caso a PGR solicitasse ao Parlamento o levantamento de imunidade a Manuel Rebelais ou qualquer outro deputado ligado ou não ao grupo parlamentar do MPLA.

“Os deputados gozam de imunidade e, para serem investigados e julgados, tem de haver o levantamento das imunidades. Não temos uma comunicação que nos encaminhe para este sentido”, disse o deputado do MPLA. Salomão Xirimbimbi disse que o grupo parlamentar tem informações de que a PRG confirmou apenas que tem o processo em curso em relação a Manuel Rebelais, mas não em relação a Higino Carneiro, que é também o segun-do vice-presidente da Assembleia Nacional. 

O presidente do grupo parlamentar do MPLA esclareceu que, “mesmo em relação à situação do deputado Manuel Rabelais, o grupo parlamentar não está preocupado porque, infelizmente, em Angola temos uma noção muito errada do termo arguido, que não é réu”.

Há dias, a PGR garantiu que decorre na instituição um processo de inquérito contra o deputado do grupo parlamentar do MPLA Manuel Rabelais. O inquérito da PGR, de acordo com a PGR, surge após alguns meses de averiguações.

A PGR esclareceu que o inquérito ao deputado e anti-go ministro da Comunica-ção Social não teve impulso processual da Inspecção-Geral da Administração do Estado (IGAE). JA

.
.
.
.
back to top

Recomendamos