Menu
RSS

UNITA insiste na transmissão das plenárias a partir da Assembleia Nacional

UNITA insiste na transmissão das plenárias a partir da Assembleia Nacional

A UNITA voltou hoje a defender as transmissões em directo das sessões plenárias a partir da Assembleia Nacional, de forma a permitir que os angolanos sejam completamente informados do que fazem os seus representantes neste órgão de soberania.

"Na fase em que o nosso País se encontra, os ganhos seriam imensos, porque estas transmissões seriam de certeza sessões bastante educativas", afirmou o chefe do Grupo Parlamentar da UNITA, Adalberto da Costa Júnior.

Segundo ele, as transmissões em directo das sessões plenárias a partir da Assembleia Nacional "elevariam a imagem do deputado perante o cidadão, que tão mal fala deles".

" O voto do Grupo Parlamentar da UNITA é de que as transmissões em directo das sessões deveriam começar de imediato. Este facto proporcionaria a cada angolano capacidade crítica e fiscalizadora do empenho de cada um dos deputados, seus eleitos, e também melhorar a fiscalização da acção do Governo", declarou.

Por outro lado, o deputado alertou para o aumento das desigualdades sociais e para a necessidade de se tomarem outras medidas acrescidas, pois este facto está na base do crescimento das reivindicações por todo o País.

"A polícia não resolve o problema da desigualdade. Significa que a delinquência não se resolve com a prisão ou com mais repressão. Urge, sim, dialogar", frisou, questionando para onde vai o excedente de petróleo desde que começou a subir no mercado internacional.

"Com a subida do petróleo, o Estado arrecadou milhões de dólares nos últimos seis meses. Para onde está a ir esse dinheiro", interrogou-se, sugerindo que "estes milhões deveriam ir para Reserva Estratégica do Estado".

"Depois de termos vivido tantos anos sem a prestação de contas, são necessárias respostas claras e evitar acções discricionárias do Presidente da República", salientou. NJ

.
. =
.
.
back to top

Recomendamos