Menu
RSS

Presidente angolano exonera e nomeia quadros militares

Presidente angolano exonera e nomeia quadros militares

O Presidente da República e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA), João Lourenço, exonerou das suas funções oficiais da Casa Militar e da Guarda Presidencial.

Nos termos do Decreto Presidencial nº 142/18, publicado no Diário da República da 1ª série, nº 85, de 11 de Junho de 2018, João Lourenço exonera os oficiais generais que se seguem:

Sequeira João Lourenço, do cargo de secretário executivo da Casa Militar;

Alfredo Tyaunda, do cargo de comandante da Unidade da Guarda Presidencial (UGP);

António Mateus Júnior de Carvalho, do cargo de secretário para os Assuntos de Defesa e Forças Armadas da Casa Militar;

João António Santana, do cargo de director-adjunto do Gabinete de Acção Psicológica e Informação (GAPI) da Casa Militar;

José João, do cargo de comandante da Unidade de Segurança Presidencial;

Francisco Lombá Dias dos Santos, do cargo de secretário para os Assuntos de Interior e Polícia Nacional da Casa Militar;

André Magalhães, do cargo de comandante-adjunto da Unidade de Guarda Presidencial para a Educação Patriótica;

António Milagre Roque Alves de Lima, do cargo de chefe dos Serviços de Saúde da Casa Militar;

Filipe Figueiredo, do cargo de chefe do Centro de Direcção de Telecomunicações e informática do Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA);

Filomeno António Pereira, do cargo de chefe da Secção de Operações da Secretaria Executiva da Casa Militar;

Luís Adelino Miguêns Candamba, do cargo de segundo comandante da Unidade de Guarda Presidencial (UGP);

José Domingos Francisco, do cargo de comandante-adjunto da Unidade de Segurança Presidencial para a Educação Patriótica.

Num outro Decreto Presidencial, nº 143/18, o Presidente João Lourenço exonera os oficiais generais Marques Correia, do cargo de segundo comandante do Exército, e Matias Lima Coelho, do cargo de inspector geral da Defesa Nacional.

Já no Decreto Presidencial nº 144/18, publicado no mesmo Diário da República, João Lourenço nomeia o comissário Carlos Manuel Alves para o cargo de director-geral-adjunto do Serviço de Investigação Criminal (SIC).

..
..
back to top

Recomendamos