Menu
RSS

João Lourenço é presidente de Angola, jogou os votos do povo no lixo

Para salvar a pele do seu chefe ditador, José Eduardo dos Santos/seus filhos, (JES), o candidato do movimento popular de libertação de Angola (MPLA), João Manuel Gonçalves Lourenço, (JLo) pretende jogar no caixote do lixo, o voto da maioria do eleitorado que aos 23 de agosto último depositaram o seu voto nas urnas em Angola, a favor da mudança do Status Quo.

Por Orlando Fonseca

João Lourenço, em abono da verdade, nunca festejou a sua (vitória) sobre a oposição em Angola, porque JLo, em virtude de não ser igual a Santos, tem vergonha de fazê-lo, já que moralmente JLo, sabe que perdeu essas eleições de 23 de agosto, a favor da UNITA/CASA CE.

Na verdade, a pobre da Júlia Ferreira, foi usada/obrigada a força, pela Casa Militar de Santos, tendo divulgado os resultados eleitorais, referentes as eleições gerais realizadas no ano de 2012, que colocaram JLo, a frente primeiro com 64 por cento dos votos, que logo baixou para 61 por cento, sobre a oposição, entre outras precipitações desnecessárias, criadas desesperadamente pelo regime de Santos, com vista roubar o voto dos Angolanos.

Tal atitude diabólica/ bolchevique, de cujo os meto todos Santos, aprendeu com a ex KGB, na ex-União Soviética, visaram tão somente, criar um efeito psicológico, verdadeiramente devastador, no seio da maioria dos Angolanos, que votaram para mudança, do regime em Angola, com vista a prepara-los/obrigando-os, aceitarem, ou a se familiarizarem com a ideia segundo qual JLo, teria sido (eleito) seu presidente.

Santos/JLo, pretendiam também, atrair a imprensa internacional, particularmente a Portuguesa, que poderia haver sido previamente paga por Santos/seus filhos, razão pela qual, passaram antecipadamente a divulgar falsamente que JLo, representaria todos os Angolanos, nos próximos cinco anos como seu presidente.

Como se fosse pouco, Santos, teria já eventualmente combinado/corrompido, o pobre ancião, presidente Português, Sr Marcelo Rebelo de Sousa, que viria ser o primeiro e único mandatário, que em todo mundo, que felicitou JLo, tendo o Sr Sousa, cometido uma brutal/imperdoável imprudência, cometida por um chefe de estado, de um pais inserido ainda que de para quedas, no contexto do primeiro mundo (Portugal).

Quando, o candidato de Santos, para a presidência de Angolana verdade trata-se de um presidente falso/abstracto, ou que ainda não existe em Angola, uma vez que os votos para a mudança, que deveriam ser escrutinados em várias províncias Angolanas, na verdade tais votos, foram enviados por Santos/JLo, para o caixote do lixo, ela polícia política do regime Angolano.

Por essa razão, desta vez a oposição Angolana, final/sabia/inteligentemente, se juntou em bloco, graças a Deus, porque os nossos líderes da oposição em Angola, sabem que agora tem na sua mão eventualmente a única/última oportunidade, para formarem governo, pela primeira vez em Angola,40 anos após a nossa independência do regime fascista Português de Oliveira Salazar.

Por isso, sempre e quando os nossos líderes da oposição em Angola, se mantenham tal como agora, unidos com a maioria dos Angolanos e com a lei, que na verdade estão do seu lado, pessoalmente, não tenho dúvidas, que Santos/JLo, não teriam outra saída, se não a do regresso a razão em Angola.

Se abre assim em Angola, uma das piores e graves crises pós-eleitoral, que desta vez deverá exigir dos bons Angolanos, particularmente dos pensantes, sabia reflexão, espírito de liderança ou vontade politica, com vista a mantermos a paz na nossa terra, para não cairmos no desespero do presidente Santos.

Porque JES, pretende  a todo custo sacrificar a todos os Angolanos, incluindo a continuação do bloqueio do nosso sistema financeiro, bloqueio este, que já nos custou a retirada dos dólares Norte Americanos, dos bancos Angolanos, geridos pelos filhos de Santos, quando os dólares, na verdade jamais regressariam a Angola com JLo no poder, se não  com a oposição, ou com um governo de Salvação Nacional, que criaria todas as condições necessárias, para negociar com os Estados Unidos da América, com vista a normalizar o sistema financeiro Angolano, para que os Angolanos, possam outra vez tocar os seus negócios para frente etc. etc.

Para o efeito, os nossos magistrados Angolanos, deveriam assumir as suas responsabilidades, tal como os Quenianos o fizeram.

Que os magistrados Angolanos patriotas, sigam o exemplo da nobreza, civismo, honestidade intelectual, da ilustre juíza, do Tribunal Constitucional Angolano, Sra. Imaculada da Conceição Melo, que já condenou publicamente a Cepo estar a violar a lei Angolana, sobre a maneira vergonhosa, em que os resultados eleitorais foram publicados etc. etc.

Para o efeito, não e demais lembrar aos nossos magistrados o seguinte:

Conduzir, por conduzir JLo, na Cidade Alta, jamais resolvera a hecatombe Angolano, porque os nossos magistrados deveriam reconhecer que suas próprias condições de trabalho hão de piorar ainda mais e, de maneira generalizada em Angola, (tipo Venezuela), sendo que a actual crise económica/financeira, se agudizara brutalmente, sempre e quando o nosso sistema financeiro se mantenha tal como se encontra.

A justiça Angolana, só ganhara o necessário prestigio, aos olhos das outras nações, incluindo aqui nos EUA, sempre e quando tenha coragem, nobreza/espírito patriótico, anulando estas eleições, com vista a repor a verdade eleitoral em Angola.

Anulação dos resultados eleitorais, derivados do voto da mudança roubado aos Angolanos, por Santos/JLo, necessita-se em Angola.

Que Deus nos abençoe em Angola e a todos os seus líderes incluindo os do MPLA.

Last modified onSábado, 09 Setembro 2017 09:45
.
.
.
.
back to top

Recomendamos